Alsepro realiza assembleia geral ordinária de prestação de contas 2020

Assembleia Geral Ordinária foi realizada no salão de eventos da Associação Comercial e Industrial de Lajeado (Acil) nesta quarta-feira (21)


0

A Associação Lajeadense Pró-Segurança Pública (Alsepro), realizou nesta quarta (21), a Assembleia Geral Ordinária, no salão de eventos da Associação Comercial e Industrial de Lajeado (Acil). A entidade respeitou os protocolos, de acordo com as medidas de distanciamento social e de higiene, prezando pela segurança e saúde de todos.

O presidente da Alsepro, Fabrício Scheneider apresentou o relatório de atividades com destaque nos dois projetos que contam com apoio da entidade; alquimia, uma ação conjunta entre a Promotoria Criminal, Polícia Civil, Alsepro e sociedade civil, onde são restaurados aparelhos de celulares apreendidos no Presídio Estadual de Lajeado e repassados para alunos e o Bike Solidária, iniciativa da Delegacia de Polícia, Alsepro, Ministério Público e Senai. “ O nosso desafio, para esse último projeto, é conseguir recursos para iniciarmos a primeira turma, precisamos de R$20.000,00 para a reforma das bicicletas apreendidas pela Polícia Civil.”

Schneider destacou ainda o projeto Energia do Bem, a implantação do Tudo Fácil em Lajeado, a indicação da Alsepro no programa Nota Fiscal Gaúcha e a campanha de sócios que conta com a adesão de 30 empresas. “ Sem o apoio dos associados, empresas como o Sicredi Integração RS/MG não teríamos como manter a Associação. Temos que agradecer a cada um que nos auxilia, dessa forma conseguimos repassar recursos para os órgãos de segurança, além da manutenção dos programas sociais da entidade.”

Logo em seguida, o contador da Alsepro Dani José Petry apresentou o balanço patrimonial e o demonstrativo dos resultados. Petry lamentou a redução de mais de 50% nas receitas da entidade. “Nós reduzimos as despesas, fizemos redução de jornada de funcionários e estamos buscando outras fontes de renda.” Depois do parecer do conselho fiscal, os presentes aprovaram por unanimidade a prestação de contas do exercício de 2020.

Durante o encontro, delegados, policiais civis e militares destacaram a importância do repasse de recursos para órgãos de segurança que atuam no município. O Agente Penitenciário e Diretor do Presídio Estadual de Lajeado Ricardo Nachtigall Tessmann afirmou que essa é a única verba constante que o presídio recebe. “Demais recursos que conseguimos são somente através de apresentação de projetos, os quais demandam grande tempo para o retorno, não podendo ser utilizados em caráter de urgência. Nosso presídio possui 62 anos, sendo uma estrutura bastante antiga, a qual demanda de muitas reformas e manutenções de urgência e emergência.”

O delegado da 4ª Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas em Lajeado- DRACO, Dinarte Marshall Júnior garantiu que sem esse repasse não teria como manter a repartição. “Em especial a DRACO de Lajeado que possui as instalações em um imóvel locado, de 828 metros quadrados e bem antigo. Além de que há demandas emergenciais que o Estado do RS demoraria no mínimo 90 dias para atender.”

O delegado de polícia Marcio de Abreu Moreno explicou que essa verba é fundamental para a instituição. “A Alsepro é um dos principais parceiros da Polícia, das nossas demandas, dando apoio ao nosso prédio regional. A verba mensal é usada para a compra de materiais de limpeza e higiene pessoal, entre outras demandas. Se fosse depender só do Estado não teríamos condições de fazer uma limpeza correta, sem contar a internet.” AI/RC


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui