Luiza Brunet celebra condenação de seu agressor

A atriz considera a pena - a prestação de serviços comunitários - muito branda, mas avalia como uma vitória emblemática.


0
Foto: Divulgação

No dia 23 de novembro, segunda-feira passada, Luiza Brunet participava da entrega do Prêmio Viva, uma parceria entre Marie Claire e Instituto Avon para dar visibilidade a pessoas que trabalham no enfrentamento à violência de gênero no Brasil, em São Paulo. Ela ainda não sabia, mas aquele dia marcava o desfecho de um capítulo dolorido de sua história. Horas antes, o Supremo Tribunal Federal negou o recurso do empresário Lírio Albino Parisotto que tentava reverter sua condenação por agressão verbal e física contra a atriz, em 2016.

Quatro anos e quatro meses depois de tornar pública sua experiência, Luiza venceu a batalha contra o ex-companheiro.Para ela, uma vitória emblemática.O empresário foi condenado a serviços comunitários e por dois anos deverá se apresentar todo mês ao fórum de Justiça.

A boa notícia para Luiza no dia 25, curiosamente, o Dia Internacional de Combate à Violência Contra a Mulher. “Para mim, ter recebido a notícia nesse período é muito representativo. Tudo que nós queremos é que os agressores tenham corretivo adequado. Que a sociedade machista entenda que agora é crime de verdade”.

Fonte: Marie Claire

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui