Alunos da Educação Infantil da rede privada de Lajeado obedecem protocolos na volta às aulas

Atividades presenciais foram retomadas para crianças de 3 a 5 anos após paralisação por conta da pandemia do novo coronavírus, em março deste ano.


0
Além do distanciamento no Madre Bárbara, alunos fazem o uso de máscaras (Foto: Gabriela Hautrive)

Nesta terça-feira (15), as escolas da rede privada de Lajeado receberam parte de seus alunos para aulas presenciais, algo que não acontecia desde o final do mês de março, quando as atividades foram paralisadas em todo o Rio Grande do Sul por conta da pandemia do novo coronavírus. Existe uma preocupação das autoridades regionais por essa volta começando pelos alunos menores, que seriam os mais difíceis de entender e seguir regras de higiene. Porém, em Lajeado, conforme constatado pela reportagem na manhã desta terça-feira, os alunos obedeceram os protocolos impostos.

Em dois educandários, Gustavo Adolfo e Madre Bárbara, funcionários relataram a tranquilidade e obediência dos pequenos durante a chegada na escola, e também em sala de aula. A coordenadora da Educação Infantil e anos iniciais do Colégio Sinodal Gustavo Adolfo, Deliene Kotz, disse que todos estavam bem orientados sobre os procedimentos. “As famílias já haviam fazendo esse trabalho em casa, então sabíamos que não haveria tanta dificuldade, pelo contrário, os pequenos obedecem muito bem”, relata. O colégio recebeu 11 crianças na parte da manhã, que foram divididas em três salas, nos níveis I, II e III. As mochilas das crianças também foram higienizadas e permanecem na escola durante a semana.


ouça a reportagem

 


O mesmo aconteceu no Colégio Madre Bárbara, localizado no Centro de Lajeado, com a presença de um número maior de alunos, cerca de 90 estiveram no educandário durante a manhã e ao todo, ao longo do dia, serão recebidas 184 crianças.

Secretária do Madre Bárbara e membro do Comitê Operacional de Emergência, Denise Stein Scheeren (Foto: Gabriela Hautrive)

Conforme a secretária geral da escola, responsável pelo atendimento ao aluno e membro do Comitê Operacional de Emergência (COE), Denise Stein Scheeren, além da aferição de temperatura e álcool em gel, os pequenos seguiram todas as regras estabelecidas. “Entraram, passaram os pezinhos no tapete, foi bem bonito ver eles entrando, depois secaram, fizeram entrada, respeitando o fluxograma, e foram para sala. Alguns estavam felizes, outros um pouco receosos, mas no decorrer da manhã ficaram todo bem”, conta Denise.


ouça a reportagem

 


O sentimento em ver “vida” novamente nas escolas, com a presença dos alunos é de muita alegria, conforme destaca a coordenadora do Gustavo Adolfo. “Estamos felizes com todo trabalho que foi realizado previamente para recebe-los”. Já a secretária do Madre Bárbara, relata que a expectativa para a retomada estava grande. “A gente estava trabalhando de forma remota, mas quando tínhamos que vir na escola, os corredores estavam muito vazios, eu sou mãe de alunos da escola também, é falar que estamos voltando deixou eles muito esperançosos”, diz Denise.

Outro educandário de Lajeado, o Colégio Evangélico Alberto Torres (Ceat), no Centro da cidade, retornou com 140 alunos de 4 meses a 5 anos, número que representa 70% do total. Houve escalonamento, com 50% dos atendimentos a cada semana. O Colégio Sinodal Conventos, no Bairro Conventos, abriu as portas para 37 estudantes, sendo que 19 voltaram no primeiro momento. São atendidos alunos a partir de 4 anos. Pais de três alunos informaram que eles não voltam em 2020.

No Colégio Gustavo Adolfo alunos também respeitaram o distanciamento (Foto: Gabriela Hautrive)

Melinho não retorna

O Colégio Cenecista João Batista de Mello, ‘Melinho’, no Centro de Lajeado, não volta nesta semana. É o único privado no município que não retoma as aulas presenciais a partir desta terça-feira. A informação é do diretor Vanderlei Miguel Kraemer. Segundo ele ainda não há autorização da rede CNEC, mantenedora do educandário, para a volta presencial. Há a possibilidade de retorno no próximo dia 21, com a Educação Infantil.

Estrela

Em Estrela, apenas uma escola retorna com aulas presenciais nesta terça-feira (15). Trata-se do Colégio Martin Luther Júnior, onde cerca de 60 alunos voltaram às atividades. As turmas comparecem de forma intercalada. Algumas em quartas e sextas-feiras vírgulas e outras em terças e quintas-feiras. Nas segundas-feiras todos os alunos tem atividades a distância. A diretora do educandário Andreia Desbessel, ressalta o bom diálogo e a compreensão das famílias para com o atendimento aos alunos. Ainda tem em Estrela, a escola Jardim Estrelado e o Colégio Santo Antônio, que projetam o retorno presencial para o dia 21 de setembro.

Escolas privadas específicas de Educação Infantil

As escolas privadas que atendem exclusivamente a Educação Infantil no Vale do Taquari, informam o retorno de 200 alunos em Lajeado. A delegada do Sindicreches, Bárbara Machry Spengler, acrescenta que existem nove colégios deste tipo em Lajeado e que todos voltaram nesta terça-feira (15). Em Estrela há o Jardim Estrelado, que projeta voltar dia 21. Taquari tem quatro escolas, mas, por enquanto, não há previsão de volta.

Há cuidados também para manter distanciamento entre os bebês (Foto: Gabriela Hautrive)

Retomada no Vale do Taquari

No Vale do Taquari, pelo menos 600 crianças de até 5 anos, matriculadas na Educação Infantil da rede privada, voltaram às aulas nesta terça-feira (15). Levantamento da Rádio Independente aponta que 611 pais ou responsáveis manifestaram interesse em levar os pequenos aos colégios particulares. Não há obrigatoriedade. Eles assinaram um termo de compromisso, por conta da pandemia da Covid-19.

Recentemente o governo do Estado levantou a permissão para o retorno das aulas presenciais. A região do Vale, que atendia ao critério de duas semanas de bandeira laranja no Distanciamento Controlado, poderiam ter voltado dia 8 de setembro. As escolas estavam se preparando para o momento, que exige cuidados.

Texto: Gabriela Hautrive
Colaboração: Natalia Ribeiro
producao@independente.com.br

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui