Anatel diz à Justiça que Vivo, Claro e TIM querem reserva de mercado no 5G

Segundo a agência, trata-se de medida concorrencial adotada por conta de uma profunda alteração no mercado de telefonia móvel nacional


0
Foto: Pixabay / Ilustrativa

A Anatel apresentou à Justiça pedidos para suspensão imediata das liminares que impedem a aplicação de novos preços nas ofertas de roaming nacional no atacado, por Vivo, Claro e TIM. Como explicou a agência, trata-se de medida concorrencial adotada por conta de uma profunda alteração no mercado de telefonia móvel nacional: o fatiamento da Oi Móvel pelas três maiores empresas do setor.

Segundo a Anatel, ao tentarem impedir a aplicação da nova metodologia para os preços a serem cobrados de concorrentes pelo uso das redes, o movimento das três grandes é para garantir uma reserva de mercado, especialmente com a chegada do 5G, atrasando os competidores, especialmente as empresas que também foram ao leilão de frequências no ano passado e prometem brigar pelo mercado de telecom.

Fonte: Convergência Digital

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui