Angela Merkel desiste de confinamento mais rígido na Alemanha

Líder do país havia decidido que, durante a Páscoa, os alemães iriam fazer um confinamento, mas desistiu


0
Foto: Markus Schreiber/Reuters

Angela Merkel, a líder da Alemanha, desistiu, nesta quarta-feira (24) de um plano para impor medidas mais restritivas para combater a Covid-19 no feriado da Páscoa em seu país. Ela pediu desculpas aos alemães depois que a proposta de tornar o confinamento mais severo foi criticada. Merkel e os governantes dos 16 estados da Alemanha pediram, na terça-feira, para que as pessoas ficassem em casa durante cinco dias. Pela medida, as lojas seriam fechadas (inclusive as de bens essenciais).

Ela disse que “a ideia de uma paralisação na Páscoa foi traçada com a melhor das intenções, mas que não foi possível implementar as medidas com tão pouco prazo. “O erro é só meu”, ela afirmou. Merkel diz que ainda é preciso reverter uma terceira onda da pandemia no país com urgência. A Alemanha, com população de 83 milhões, teve 248 mortos por Covid-19 na quarta-feira (24) e cerca de 16 mil infecções. No total, morreram pouco mais de 75 mil pessoas no país. Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui