Ano será mais desafiador para as prefeituras do que foi 2020, avalia secretário da Fazenda de Lajeado

Município deve fechar o ano com as contas no azul, como ocorre desde 2017. Situação dá respiro financeiro para cobrir queda de arrecadação e custos extras em meio à pandemia.


0
Guilherme Cé, economista e secretário da Fazenda de Lajeado (Foto: Tiago Silva)

Dados prévios da Secretaria da Fazenda indicam que Lajeado deve fechar as contas de 2020 com saldo positivo. O titular pasta, Guilherme Cé, ressalta que a administração municipal fez um esforço especial para manter as contas em dia, em um ano atípico marcado pelo coronavírus. “Tivemos uma queda considerável na arrecadação, mas, em contrapartida, conseguimos manter as despesas sob controle”, afirma.

Cé lembra que, desde 2017, a prefeitura fecha suas contas no azul. As sobras orçamentárias servem como reservas, e o secretário destaca que os valores são reaplicados para cobrir despesas. Para ele, essa postura foi fundamental ao longo de 2020 para que a Prefeitura de Lajeado tivesse respiro financeiro para enfrentar os desafios da pandemia de Covid-19.


ouça a entrevista

 


 

“A tendência é que a gente tenha um resultado positivo considerável, que vai ser necessário para superar as despesas de 2021”, pontua. “Pela primeira vez na história, desde o Plano Real pelo menos, que o orçamento de Lajeado é inferior ao ano anterior”, nota. O orçamento do município para 2020 foi de R$ 387 milhões. Para 2021, o valor previsto de arrecadação gira em torno de R$ 366 milhões.

O secretário analisa que, financeiramente, 2021 deve ser pior para as administrações municipais. “No cenário global, entendemos que o ano de 2021 vai ser muito mais desafiador do que 2020 em termos de contas públicas, não só em Lajeado como no Brasil inteiro para as prefeituras. Porque, em 2020, tivemos muitos aportes de recursos em função do Estado de Calamidade”, explica.

IPTU

Em 2021, expectativa de arrecadação com o IPTU e taxas correlatas deve representar R$ 33 milhões para Lajeado (R$ 27 milhões de IPTU mais R$ 6 milhões de taxas correlatas). O valor equivale a aproximadamente 9% do orçamento municipal estimado.

Já está liberada no site da prefeitura a emissão online das guias do IPTU e do Alvará de ISSQN (Taxa de Licença de Localização e de Vistoria) deste ano. No mês de janeiro, não haverá entrega presencial física das guias na Secretaria da Fazenda. As guias impressas serão enviadas pelos Correios a partir do início do mês de fevereiro.

O pagamento antecipado até 26 de fevereiro garante ao contribuinte 15% de desconto.

Confira as datas e os descontos:

Data do pagamento Desconto
Até 26/02/2021 15% de desconto (cota única)
Até 26/03/2021 7,5% de desconto (cota única)
Até 26/04/2021 Sem desconto (valor integral em cota única)
Após 27/04/2021 Parcelado em até 8 vezes (parcela mínima de R$ 50), com correção de valores, com vencimento da primeira parcela em 10 de maio.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui