Anvisa propõe suspender a vacinação de grávidas com imunizantes da Janssen e AstraZeneca

Até o mês passado, 1.156 gestantes tinham morrido de Covid-19 só em 2021


0
Vacina da Janssen tem por diferencial a necessidade de apenas uma dose (Foto: Itamar Aguiar / Palácio Piratini)

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) propôs suspender a aplicação de vacinas contra a Covid-19 da AstraZeneca e da Janssen em gestantes. A recomendação se aplica aos imunizantes que usam vetor adenoviral. Dessa forma, as grávidas brasileiras devem receber doses da Pfizer ou Coronavac.

Em maio, a agência já tinha recomendado a suspensão do uso da AstraZeneca neste grupo. Em comunicado divulgado na última sexta-feira (2), a agência ampliou a orientação à vacina da Janssen, que chegou ao país no final de junho.

Em abril passado, as gestantes foram incluídas na lista de prioridade para vacinação contra a Covid-19 porque fazem parte do grupo de risco. Um boletim do Observatório Covid-19 da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) lançado no final de junho aponta que a taxa de letalidade entre essas mulheres é altíssima, de 7,2%, mais que o dobro do índice do País (2,8%).

Até o mês passado, 1.156 gestantes tinham morrido de Covid-19 só em 2021. Em 2020, foram 560 mortes neste grupo.

Fonte: Correio do Povo

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui