Aos “fura filas” falta educação e respeito

Os bastidores da política e as notícias "quentes" da região na coluna do Fabiano Conte.


0
Imagem ilustrativa (Foto: Divulgação / Ilustrativa)

Por incrível que pareça, mas somente o Brasil mesmo para ter a necessidade de criar uma lei que pune os que furam a fila para receber a vacina contra o coronavírus. Projeto foi aprovado na Câmara dos Deputados e precisa agora de aprovação no Senador e depois a sanção do Presidente da República. Este fato espelha a cultura de um País que precisa avançar nos bons costumes, na educação e no respeito. Pensando bem, não teríamos a necessidade de senha em bancos, se todos respeitassem a ordem de chegada; não haveria necessidade de cobrador em transporte coletivo se todos entendessem que é preciso pagar a tarifa; que não precisaria ter lei para dar prioridade para idosos, gestantes, pessoas com filhos no colo e doentes; que se não tiver multa, os livros não serão devolvidos na biblioteca pública. E o que dizer de pessoas que saqueiam produtos de caminhões acidentados (ocorreu nesta semana aqui na região) ou que se habilitam para receber recursos do governo sem ter direito. E há tantos moralistas de plantão que abusam da falta de respeito que furar a fila parece até piada. Temos que evoluir, nem que seja com multas e punições.


Em busca de recursos
Durante a semana, os vice-prefeitos de Travesseiro e Canudos do Vale estiveram em Brasília para o encaminhamento de projetos e busca de recursos federais. Tiago Weizenmann, de Travesseiro, conseguiu liberar uma verba que estava trancada desde 2018 e servirá para a compra de uma mini carregadeira. Ele e Maico Berghahn, vice de Canudos, entregaram projetos aos deputados gaúchos, na foto estão com o deputado do PSL Marcelo Brum, e participaram de uma audiência com o senador gaúcho Luís Carlos Heinze sobre a duplicação da BR-386. Para Travesseiro, especialmente, a obra é de suma importância, tendo em vista que se tornou um dos caminhos principais de acesso aos município. Junto com Marques de Souza, as lideranças lutam para mudar o projeto e esperam a construção de um trevo de acesso na rodovia.


Surpresa
Leitor de Marques de Souza se diz surpreso e indignado com a declaração do prefeito de Lajeado, Marcelo Caumo, em relação a duplicação da BR-386 quando afirmou que não sabe o que é importante para Marques de Souza e Travesseiro. “Lajeado é mãe de Marques, é a capital do vale, fala em interesses da coletividade e agora vira as costas para o filho”, declarou o leitor. A fala foi reproduzida em reportagem de O Informativo, edição de sexta-feira. Quero acreditar que o prefeito se “atrapalhou” nas colocações.


Para o Vale
O secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e do Turismo Rodrigo Lorenzoni é presença constante no Vale do Taquari. Além de se envolver em pautas regionais como o Porto de Estrela, Aeródromo Regional, Ciclovia (Estrela/Colinas/Imigrante), Turismo no Rio Taquari, Trem dos Vales e CAT de Lajeado, tenta liberar junto a Rumo, em definitivo, o Trem Turístico. Felipe Diehl, um dos seus principais assessores, faz a pauta do secretário. Felipe já anunciou que será pré-candidato a deputado federal. Rodrigo Lorenzoni deve concorrer a deputado estadual.


CURTAS:
** Deputado federal gaúcho Marcel Van Hattem (Novo) perdeu a paciência com os deputados que dizem defender o povo e impedem o avanço do trabalho na Câmara. “O Psol, em especial, precisa parar de atrasar o país”, declarou.
** Lançamento do nome de Eduardo Leite para concorrer a presidência da República é estratégia para enfraquecer João Doria. Os presidentes estaduais do PSDB lançaram esta semana a defesa da permanência do atual presidente do partido, Bruno Araújo, tendo em vista que o governador de São Paulo, quer a sua saída. Colocar Leite como pré-candidato é uma das formas de aquietar Doria.
** A situação está ficando cada vez mais complicada para quem precisa usar o veículo para ganhar a vida. Os preços dos combustíveis assustam.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui