Aos poucos, com variedade e sem forçar: entenda como deve ser feita a introdução alimentar aos bebês

Nutricionista ressalta que as crianças já nascem com autorregulação da fome. Não levar isso em conta pode acarretar em sobrepeso e obesidade no futuro


0
Samanta Munhoz, especialista em nutrição materno-infantil, com a apresentadora Aline Silva (Foto: Tiago Silva)

A apresentadora Aline Silva recebeu na bancada do Papos de Mulher deste sábado (9) a Samanta Munhoz. Ela é nutricionista, especialista em nutrição materno-infantil, em nutrição clínica e em doenças crônicas. Na pauta, a alimentação dos bebês e das crianças com nutrição e leveza.

Conforme ela, esse trabalho já começa na gravidez, quando a mãe e a família já devem cuidar de seus hábitos para que se acostumem e façam com maior naturalidade com o bebê. A nutricionista destaca que a introdução não é momento de encher a barriguinha da criança, mas sim de apresentar os alimentos.

Porém, ela lembra que até os seis meses é indicado somente leite materno. Dos seis meses ao primeiro ano é o período da introdução alimentar. Até um ano, o leite materno é o principal, e depois disso deve-se iniciar a transição. Samanta reconhece que essa atuação deve ser conversada e adequada à realidade de cada família para que se consiga fazer bem.

Entre as dicas  está não alimentar o bebê na frente da TV, pois ela tira a atenção da comida e dos sinais internos de fome e saciedade. Também não se deve montar um prato com muita comida no início, porque isso traz ansiedade tanto para a mãe como para a criança.

Samanta ressalta a importância de a introdução alimentar começar aos pouquinhos. “Uma colherinha de chá de cada coisa”, sugere, com variedade de arroz, feijão, carne e legumes. Ela lembra que os bebês já nascem com autorregulação da fome. Não levar isso em conta pode acarretar em sobrepeso e obesidade no futuro. “Não adianta forçar”, afirma.

A nutricionista não recomenda não utilizar sal e preferir temperos naturais para a criança até seus 12 meses, e cuidar dos alimentos com açúcar até os 2 anos.


Estilo por Douglas Petry

No quadro Estilo, o jornalista e consultor de moda e estilo pessoal Douglas Petry aborda assuntos relacionados aos looks e ao mercado da beleza.

Na edição deste sábado (9), ele aborda a polêmica envolvendo a conceituada marca francesa Chanel, que adotou uma postura crítica à Rússia pela sua invasão ao estado livre, independente e soberano da Ucrânia.

 


Papos com quem sabe

No quadro “Papos com quem sabe” deste sábado (9), as dicas vêm com a especialista em psicologia clínica e terapia sistêmica Carine Bernhard Duarte. Ela fala sobre as percepções sobre finanças e dinheiro.

De acordo com ela, a nossa relação com o dinheiro é aprendida a partir do nosso convívio de origem. “Tem relação direta com a nossa cultura familiar”, observa. “É um aprendizado transgeracional.”


ouça o quadro


Na Cozinha: Sorvete de manga com 2 ingredientes 

com Daniel Bortolini

Foto: Ilustrativa

Ingredientes

  • Duas mangas médias
  • 1 limão

ouça como fazer

 


Preparo

Descasque e corte as mangas em pedaços. Ponha em uma forma e leve no freezer até congelar. Retire e deixe em temperatura ambiente por cerca de 5 minutos. Em seguida, leve a manga ao liquidificador e esprema um limão, batendo até formar um creme. Disponha o sorvete em um pote e leve novamente ao freezer, retirando para saborear quando preferir.

Receita: tiktok @Cheffotto


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui