Apesar das dificuldades da profissão, procura pela formação no magistério ainda é grande, informa diretora do IEEEM

Neste ano, o Instituto promoveu ao trabalho de estagiário 56 alunos, sendo que são 28 em cada semestre


0
Marisa Cristina Görgen, diretora do IEEEM (Foto: Rodrigo Gallas)

No Panorama desta sexta-feira (15), Dia do Professor, conversamos sobre a importância da profissão e como está a busca pela formação no magistério nos dias atuais. Para o bate-papo, recebemos a diretora do Instituto Estadual de Educação Estrela da manhã (IEEEM), Marisa Cristina Görgen.

Segundo ela, apesar das dificuldades da profissão, a procura pela formação no magistério ainda é grande. Neste ano, o Instituto promoveu ao trabalho de estagiário 56 alunos, sendo que são 28 em cada semestre. “Não conseguimos atender todos de vez”, comenta Marisa. A maioria é de alunas do sexo feminino. “Hoje são dez homens nesta formação”, informa.


Ouça a entrevista 


 

O IEEEM completou 65 anos de atuação na formação em magistério nesta quinta-feira (14). Em maio, foram completados 35 anos oferecendo o curso normal. O magistério é o nome dado a formação de nível médio que habilita profissionais para dar aula, diferente de graduações como licenciaturas, as quais são formações de nível superior.

Os desafios, hoje, são ainda maiores do que antigamente. Segundo a professora, a pandemia de coronavírus acelerou o processo de inserção dos meio digitais em sala de aula. Ela conta que durante a pandemia houve estagiários que lecionaram durante todo o período de forma remota, como também, houve aqueles que lecionaram durante um período presencial e, em outro, virtualmente.

Texto: Rodrigo Gallas
web@independente.combr

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui