Após 37 anos preso, homem é declarado inocente e deixa presídio nos EUA

Ele anunciou seus novos planos: aprender a mexer em um computador.


0
Foto: Pixabay

Preso por 37 anos, Robert Duboise deixou hoje a cadeia, em Bowling Green, no estado da Flórida (Estados Unidos), após a Justiça reconhecer sua inocência. Ele cumpria prisão perpétua sob acusação de estupro e assassinato de uma jovem de 19 anos, em um shopping do mesmo estado, em 1983.

A condenação de Duboise apresentava o depoimento de um informante preso e apenas uma evidência: uma suposta mordida no rosto da vítima. A mulher foi estuprada e espancada até a morte enquanto deixava o centro comercial.

Auxiliado pelo Projeto Inocência, voltado para atender casos de condenações injustas, o homem conseguiu reaver detalhes do processo.

Uma advogada da unidade de revisão de condenações na região revistou mais de 3,5 mil páginas de documentos. Embora as evidências físicas do caso tenham sido destruídas, ela disse, em audiência online nesta manhã, ter conseguido rastrear parte do DNA em um kit usado para avaliar o estupro. Os resultados excluíram Duboise da análise.

Diante da nova evidência, o juiz determinou sua soltura imediata. Inocente, Duboise já anunciou seus novos planos: aprender a mexer em um computador.

Fonte: UOL

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui