Após 4 anos de Trump, que não tinha bicho de estimação, Casa Branca voltará a ter cão presidencial com Biden

O pastor alemão Major foi adotado por Joe e Jill Biden num abrigo em novembro de 2018 e é o melhor amigo de Champ, da mesma raça e dez anos mais velho. Donald Trump foi primeiro presidente dos EUA em mais de cem anos a não ter nenhum animal de estimação.


0
Joe Biden e Major, um de seus cães (Foto: Reprodução/Instagram/Joe Biden)

Com a vitória de Joe Biden nas eleições presidenciais, a Casa Branca voltará a ter seus primeiros moradores caninos desde que Barack Obama se mudou, levando os cães de água portugueses Bo e Sunny, há quatro anos. O atual presidente, Donald Trump, foi o primeiro em mais de cem anos a ocupar o cargo e não ter nenhum animal de estimação.

Biden e sua mulher, Jill, têm dois pastores alemães, Champ e Major. Champ, inclusive, já frequentou o ambiente quando Biden ocupou a vice-presidência, mas Major terá a honra de ser o primeiro animal resgatado de um abrigo a morar na mansão presidencial dos Estados Unidos.

Major foi adotado pelo casal em novembro de 2018, na Delaware Humane Association. “Estamos muito felizes em dar as boas-vindas ao Major à família Biden, e somos gratos à Delaware Humane Association por seu trabalho em encontrar lares permanentes para o Major e incontáveis outros animais”, escreveram em um post em uma rede social na época, quando publicaram sua primeira foto ao lado do cachorro.

Major foi inicialmente apontado pela imprensa americana como o “primeiro cão resgatado” a morar na Casa Branca, informação divulgada também nesta reportagem. Mais tarde, porém, uma reportagem do site “Insider” apontou que Lyndon Johnson, que governou de 1963 a 1969, tinha um cachorro chamado Yuki, famoso por ser um “cão cantor”, e que foi resgatado por sua filha num posto de gasolina do Texas, onde havia sido abandonado.

Major seria, portanto, o “primeiro cão resgatado de um abrigo” a morar na residencial presidencial.

Inicialmente, os Biden levaram Major para casa para dar a ele um lar temporário, até que ele conseguisse uma família que o adotasse. Mas acabaram se apaixonando pelo cão e ficaram com ele definitivamente.

Ele se tornou amigo inseparável de Champ, dez anos mais velho, e que ganhou esse nome porque Champ era o apelido que Joe Biden recebeu de seu pai quando criança.

Os dois cachorros aparecem com frequência em posts nas redes sociais de Joe e Jill Biden, inclusive durante a campanha presidencial. Em uma mensagem, o então candidato democrata fez questão de postar um vídeo com vários cãezinhos usando camisetas e bandanas com seu nome e escreveu: “vamos levar os cães de volta à Casa Branca”.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui