Após ataque hacker, governo adia cobrança do passaporte da vacina

Exigência de comprovante entraria em vigor neste sábado e foi adiada por sete dias, após invasão ao site do Ministério da Saúde


0
Foto: Agência Brasil / Divulgação

O secretário-executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Cruz, anunciou no começo da tarde desta sexta-feira (10) que a exigência do “passaporte da vacina” para quem entrar no país por via aérea, que passaria a vigorar a partir deste sábado (11), será adiada para o próximo dia 18 de dezembro.

A mudança no prazo ocorreu depois que o site oficial do Ministério da Saúde foi alvo de um ataque hacker durante a madrugada. “Estive na Casa Civil, e a gente vai postergar a vigência da portaria que trata das fronteiras, em especial daqueles itens que falam sobre apresentação do certificado de vacinação ou, em caso contrário, do cumprimento da quarentena”, afirmou Cruz.

Segundo ele, a alteração será publicada em edição extra do DOU (Diário Oficial da União) ainda nesta sexta-feira. Fonte: R7

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui