Após ataque, Saúde aciona GSI e diz que alguns sistemas foram comprometidos

Pasta informa que Polícia Federal, Gabinete de Segurança Institucional e o Departamento de Informática do SUS trabalham no caso


0
Aplicativo Conecte SUS, do Ministério da Saúde (Foto: Tony Winston/MS)

O Ministério da Saúde informou, nesta sexta-feira (10), que acionou o Gabinete de Segurança Institucional e a Polícia Federal para apurar um ataque virtual que derrubou o site da pasta nesta madrugada.

Segundo o Ministério, o incidente “comprometeu temporariamente alguns sistemas da pasta”, citando sistemas como “e-SUS Notifica, Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização (SI-PNI), ConecteSUS e funcionalidades como a emissão do Certificado Nacional de Vacinação Covid-19 e da Carteira Nacional de Vacinação Digital”.

“O Departamento de Informática do SUS (Datasus) está atuando com a máxima agilidade para o reestabelecimento das plataformas”, complementa o informe.

 

Ataque de ransomware

Antes do site do Ministério da Saúde (www.saude.gov.br/) sair do ar, uma mensagem do grupo que supostamente cometeu o crime foi exibida. O Lapsus$ Group, que assumiu a autoria do ataque cibernético, diz que 50 terabytes de informações foram retirados do sistema e estão em posse do grupo. “Nos contate caso queiram o retorno dos dados”.

O ataque aconteceu por volta da 1h da manhã. Cerca de duas horas depois, a mensagem saiu do ar e o site está indisponível para acesso desde então. O portal sofreu um “ransomware”, ataque hacker caracterizado pela paralisação dos sistema seguido de um pedido de resgate para liberação. Diante da situação, empresas e agências atingidas devem tomar a difícil decisão sobre pagar ou não os hackers para remover a interrupção.

Fonte: CNN

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui