Após contratar médicos, Lajeado busca agilizar atendimentos nos postos de saúde

Município quer que pacientes não urgentes possam sair da UPA com consulta marcada em seu posto de saúde de referência


0
Prefeito Marcelo Caumo fala em estratégias para qualificar os atendimentos (Foto: Maria Eduarda Ferrari)

Além dos quatro médicos previstos para serem contratados e que iniciaram nesta semana, Lajeado fechou com mais um profissional para reforçar os quadros da rede municipal de saúde, totalizando cinco novos médicos. Eles atuarão nos postos dos bairros Olarias, Jardim do Cedro e São Cristóvão. Segundo a administração municipal, o profissional do Jardim do Cedro atuará por 32 horas semanais, no São Cristóvão atuará por 20 horas semanais, e no Olarias, um médico 40 horas semanais e mais um para atuar por 20 horas semanais.

Eles foram contratados para solucionar a falta de médicos após pedidos de demissões, situação que, aliada à alta demanda nos postos e na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Bairro Moinhos D’Água, gerou pressão no sistema, com filas para consultas e demora nos agendamentos. Conforme o prefeito Marcelo Caumo, em entrevista ao Troca de Ideias nesta sexta-feira (15), as adições restabelecem as horas médicas nos postos. “Com isso, podemos avançar nas próximas etapas para qualificação nos atendimentos”, destaca.

“Com horário disponível nos postos, a gente consegue puxar a agenda para um escalonamento centralizado”, explica. Conforme ele, a ideia é fazer com que o paciente que for consultar na UPA, e seu quadro for avaliação como não urgente, pelo menos ele já saia da unidade com uma consulta marcada em um posto de seu bairro referência.

“Agora temos que esperar, ver como vai acontecer a demanda para irmos fazendo os ajustes”, ressalta. “A saúde, pelo volume de atendimentos, é uma área para constantes análises, ajustes e correções. O bom é que o atendimento na UPA está voltando aos patamares regulares”, percebe o gestor.

Texto: Tiago Silva
web@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui