Após crise de abastecimento, Ministério da Saúde estuda produção nacional de medicamentos contra a hanseníase

Brasil é líder no número de casos de hanseníase no mundo, mas depende de doação da OMS dos antibióticos para tratar a doença.


0
Foto: Secretaria de Saúde de Pernambuco / Divulgação

O Ministério da Saúde informou que estuda produzir no Brasil os medicamentos usados no tratamento da hanseníase: os antibióticos rifampicina, clofazimina e dapsona. Há décadas, o Sistema Único de Saúde (SUS) depende de doações da Organização Mundial da Saúde (OMS) para disponibilizar esses remédios à população.

A pasta enviou a nota após ser questionada sobre o desabastecimento dos remédios que ocorre no País desde o segundo semestre de 2020. Em dezembro de 2019, a OMS informou aos países que dependem das doações dos antibióticos que passaria por problemas de produção durante o ano passado.

Fonte: O Sul

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui