Após mais de um ano sem atividades, Federação Gaúcha de Vôlei retoma competições oficias neste domingo em Estrela

Equipe da Avates representa o Vale na Copa Adulto Feminina da modalidade


0
Foto: Rodrigo Rother

Após mais de um ano de paralisação em função da pandemia do novo coronavírus, a Federação Gaúcha de Voleibol (FGV) retoma as atividades. E o primeiro evento no pós-pandemia será no Vale do Taquari. Estrela será sede, no próximo domingo (27), da Copa Adulto Feminino – Aberto 2021. A região será representada pelo time sob-18 anos da Languiru/Martin Luther/AVATES. “A última competição que a equipe da Avates disputou foi em fevereiro de 2020, na Argentina. Assim que voltamos de lá, fecharam-se as portas do ginásio e trabalhamos de forma remota até o final do ano passado”, comenta o tácnico da Avates, Rodrigo Rother.

Os jogos ocorrem no Ginásio Ito Snel, a partir das 10h. Pela Chave A jogam Languiru/Martin Luther/AVATES, BSBIOS/UPF e Vôlei Nova Petrópolis. Na Chave B, enfrentam-se a APAVôlei, AERC Juventus e ASGE/Bento Gonçalves. As equipes jogam dentro de suas chaves, os dois melhores de cada chave disputam as semifinais e os vencedores irão decidir o título. A Copa RS é uma promoção da Federação Gaúcha de Vôlei (FGV). “Essa é uma competição, teste. Vamos avaliar no evento alguns protocolos. Entre eles, a ausência de público. Talvez esse seja um próximo passa quando o cenário melhorar. Também vamos tentar viabilizar a transmissão dos jogos pela internet”, pondera Rother.

Veja imagens do treino

A equipe da Avates treinando forte para o torneio, com preparação física e jogos treino. No próximo sábado, dia 3 de julho, a Avates participará da mesma competição, porém, na categoria sub-16 anos em Novo Hamburgo, e no dia 11, participa da Copa RS na categoria infantojuvenil, em Teutônia. “Vamos participar de todas as competições daqui pra frente. As meninas ficaram muito tempo paradas em função da pandemia. Precisamos expor as atletas a situações de jogo para tentar recuperar gradualmente tudo aquilo que foi perdido durante a pandemia”, finaliza o técnico Rodrigo Rother.

Texto: Luís Fernando Wagner
noticias@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui