Após mal súbito, morre Cícero Chaves, filho de Chico Anysio, aos 39 anos

A viúva do humorista também se encontra em grave estado de saúde, porém devido a complicações da Covid-19


0
Foto: Divulgação

Morreu no último domingo (4), no Rio de Janeiro, aos 39 anos, Cícero Chaves de Oliveira Paula, filho do humorista Chico Anysio – falecido em 2012 – com Regina Chaves, que integrou o hoje extinto grupo musical ”As Frenéticas”.

De acordo com informações de amigos próximos, Cícero que trabalhava como produtor musical e DJ, teve um mal súbito na madrugada de sábado (3) para domingo, desmaiou e acabou não resistindo. Ainda no domingo, familiares e amigos participaram do velório no Cemitério São João Batista, no Rio de Janeiro.

Um dos sete irmãos de Cícero, o ator Nizo Neto lamentou, via redes sociais, a morte do produtor musical. ”Diante do cenário macabro em que vivemos, com milhares de mortes sendo esfregadas na cara diariamente, deparar com a ida repentina de um irmão de 39 anos é mais que devastador. Embora não muito próximos fisicamente – nossa família tem disso – Cícero sempre foi um irmão querido, extremamente carinhoso e talentoso e que vai deixar um buraco enorme em nossos corações, mas que vai sempre tem um lugarzinho pra ele. Vá com Deus, meu irmão”, publicou.

Viúva de Chico Anysio está internada

Malga di Paula, viúva de Chico Anysio, está internada no Rio Grande do Sul por complicações da Covid-19. Segundo nota divulgada pelo escritório de advocacia que cuida dos interesses de Malga, o estado dela é grave, mas há “reação positiva ao tratamento médico”.

Em abril deste ano, ela deu uma entrevista ao programa “A Noite É Nossa” e pediu para retomar o contato com os filhos do humorista. “Tudo estaria melhor se a família dele, se nós todos estivéssemos em harmonia. Eu gostaria que todos nós estivéssemos juntos. Acho que sem conversar a gente nunca vai se entender. Eu quero muito falar com vocês. Nós passamos momentos tão lindos juntos”, disse.

Fonte: Diário do Rio/Uol

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui