Após meio ano, Lajeado volta a ter mais de 200 casos ativos de covid-19

Aumento nos últimos cinco dias foi de 189%; Hospital Bruno Born segue sem internações na UTI covid


0
Foto: Reprodução / Shutterstock

Depois de mais de seis meses, o município de Lajedo voltou a ter mais de 200 casos ativos de covid-19. O boletim informativo da Prefeitura desta quarta-feira (5), aponta 214 casos ativos da doença, mesmo número registrado em 30 de junho de 2021. Depois dessa data o município vinha se mantendo abaixo dos 200 casos, sendo que desde 30 de outubro sempre foram menos de 100 pessoas infectadas ao mesmo tempo.

Leia também:

 Taquari registra aumento de 550% de casos de covid-19 em um dia

Vacinação contra a covid-19 em Lajeado segue nesta quinta-feira

Lajeado fechou o ano de 2021 com 74 casos ativos informados na última sexta-feira, dia 30 de dezembro. Na segunda (3) o número subiu para 84, na terça (4) eram 145 e agora 214 pessoas com o vírus. Isto representa um aumento de 189% nos últimos cinco dias. Nesta quinta-feira (6), a coordenadora da Vigilância Epidemiológica de Lajeado, Juliana Demarchi, concederá entrevista ao programa Troca de Ideias, às 10h40, para falar do atual cenário em relação a variante Ômicron, a covid-19 e a influenza.

Vacinação

Desde o início da pandemia, Lajeado já teve 16.352 casos confirmados de coronavírus (73 novos nas últimas 24 horas). Desses, 15.923 são casos recuperados e 215 pessoas morreram. A última atualização mostra que 70.858 pessoas se vacinaram com a primeira dose, 63.003 já receberam a segunda dose e 2.534 pessoas receberam a dose única. Ainda 15.609 pessoas receberam a dose de reforço.

Situação no hospital

A situação na ala covid do Hospital Bruno Born ainda é relativamente tranquila. Às 17h30 desta quarta-feira (5) nenhuma pessoa estava internada na UTI covid. Eram oito pessoas na internação (três com a confirmação da doença e cinco com suspeita), ocupando 80% da atual capacidade, e uma pessoa com suspeita de covid-19 na observação (20%). Em caso de necessidade, a casa hospitalar poderá ampliar o número de leitos como já fez em vários momentos de 2020 e 2021.

Texto: Ricardo Sander
ricardosander@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui