Após queda em 50%, doações de sangue são retomadas no Hemovale em Lajeado

Além do período de férias, diminuição se deu por conta da pandemia. Responsável técnica teme que nova queda ocorra no próximo mês.


0
Nair Birck, de 61 anos, tem o hábito de fazer doações (Foto: Gabriela Hautrive)  

Normalmente no mês de janeiro, por conta de períodos de férias e festas de final de ano, o Banco de Sangue Hemovale de Lajeado, localizado junto ao Hospital Bruno Born, na região central da cidade, registra queda no número de doações de sangue. Porém, neste ano, em decorrência da pandemia causada pelo novo coronavírus, a situação se agravou, só que agora já há uma certa retomada, com uma média de 30 doações por dia. O local prevê que novas quedas possam ocorrer ainda no período de verão e também no inverno.


ouça a reportagem

 


Conforme a enfermeira responsável técnica pelo Hemovale, Marina Vieira, no início da pandemia as doações reduziram em 50%. “Como temos os doadores que são fieis e sempre fazem doações, nós conseguimos manter o estoque”, conta. Além disso, campanhas específicas para determinados pacientes também contribuem com para essa manutenção. “Pessoal voltou, estamos com a normalidade, não estamos com falta no momento, mas tentamos manter para que não haja a falta. Temos dois ou três pacientes que circularam campanhas nas redes sociais e então nos trouxeram um bom número de doadores”, explica Marina.

Enfermeira responsável técnica pelo Hemovale, Marina Vieira (Foto: Gabriela Hautrive)

Em alguns períodos, conforme a enfermeira, há necessidade por todos os tipos de sangue, mas normalmente o mais solicitado é o O-. “É aquele que chamamos de doador universal, então se houver alguma emergência ou não havendo algum tipo de sangue que o paciente necessita, acabamos utilizando o sangue O negativo.”

Para quem deseja doar, estão sendo feitos agendamentos, cerca de 30 por dia, porém, é possível fazer a doação também sem aviso prévio, dependendo da necessidade. “Se a nossa demanda é grande no hospital com vários pacientes fazendo transfusão, dai atendemos todos os agendados e os demais que chegarem sem agendar”, completa a responsável técnica.

Na semana passada o local chegou a registrar 80 atendimentos em um dia, mas essa coleta em grande quantidade também precisa de cuidado para não haver desperdício. “Sangue tem data de validade, os que os pacientes mais utilizam e que acabam tendo uma demanda maior é o concentrado de plaquetas, esses tem validade de cinco dias, por isso as vezes conversamos com os familiares para eles não doarem todos aos mesmo tempo”. O Concentrado de Plaquetas é um hemocomponente derivado da centrifugação de uma bolsa de sangue total. Tem um volume final aproximado de 50 ml e é conservado em agitação contínua e a temperatura entre 20-24°C.

A moradora de Forquetinha, Nair Birck, de 61 anos, tem o hábito de fazer doações de sangue pelo menos duas vezes ao ano. “Sempre faço, mas desta vez vim especialmente para ajudar uma vizinha que está doente. As pessoas devem doar, isso é muito bom para a pessoa e para quem recebe”, relata. Nair foi até o Hemovale na manhã desta quinta-feira (7) para fazer a primeira doação de 2021.

Foto: Gabriela Hautrive

Quem pode doar?

• Estar em boas condições de saúde;

• Ter entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos (menores de 18 anos, clique para ver documentos necessários e formulário de autorização, que deverá ser assinado no Banco de Sangue pelo responsável)

• Pesar no mínimo 50kg;

• Estar descansado (ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas)

• Estar alimentado (evitar alimentação gordurosa nas 4 horas que antecedem a doação)

• Apresentar documento original com foto emitido por órgão oficial (Carteira de Identidade, Cartão de Identidade de Profissional Liberal, Carteira de Trabalho e Previdência Social)

Respeitar os intervalos para doação

• Homens – 60 dias (máximo de quatro doações nos últimos 12 meses)

• Mulheres – 90 dias (máximo de três doações nos últimos 12 meses).

Banco de Sangue Hemovale

O Banco de Sangue Hemovale de Lajeado está localizado junto ao Hospital Bruno Born, na Avenida Benjamin Constant, 881, no Centro. O horário de funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 14h e aos sábados das 7h30 às 11h.

O telefone para contato é: (51) 3748-0442. Mais informações também podem ser obtidas no site do Hemovale em hemovale.com.br.

Estoques de sangue são importantes para não haver falta, conforme a responsável técnica (Foto: Gabriela Hautrive)

Texto: Gabriela Hautrive
reportagem@independente.com.br

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui