Após reunião, PRF pede para que moradores de Estrela não voltem a bloquear BR-386

Representantes da CCR ViaSul não falaram com a imprensa


0

Uma reunião de cerca de uma hora na sede da Polícia Rodoviária Federal (PRF), em Lajeado, com representantes da CCR ViaSul, vereadores Volnei Zancanaro (PSL) e
Humberto Canigia Rerig (Republicanos), inspetor-chefe da PRF em Lajeado, Paulo Reni, e o secretário de administração e segurança de Estrela, comandante César Augusto Pereira, definiu que haverá estudo da concessionária para verificar possíveis melhorias nos acessos dos Bairros Pinheiro e Imigrante, que ligam a BR-386.

Além disso, Paulo Reni, informou que foi repassado para os vereadores, que representaram a comunidade, o pedido de não haver novas manifestações com fechamento da rodovia, assim como houve no sábado (04). “Ficou ajustado que não teremos nenhum tipo de bloqueio nos próximos dias, para que não tenhamos prejuízos, sempre prezando pela segurança”, conta.

O chefe da PRF, fala que ações como essa implicam na segurança dos motoristas. “A PRF trabalha com o objetivo de manter a segurança, bloqueio não torna a rodovia mais segura, ao contrário, aumenta a chance de acidente, e tem as implicações criminais, desde o fato de bloquear a rodovia, ou excesso de algum manifestante”, explica.

Por outro lado, Paulo Reni diz que nada foi decidido na reunião, mas a PRF não é contra abrir os acessos novamente. Segundo ele, tudo depende do estudo que será feito. “Nada foi decidido, mas o que ficou alinhado é de buscar nos próximos dias, um estudo de possíveis melhorias naqueles acessos, saber como será feito. Da nossa parte não há problema algum em abrir, desde que seja seguro”, comenta.

O vereador Volnei Zancanaro comentou sobre os acertos da reunião. Conforme ele, a concessionária se comprometeu a fazer melhorias no retorno da rodovia. “Eles vão se comprometer em iluminar, dar mais segurança para o retorno e disseram que em dois anos teremos um viaduto que fara ligação do Bairro Pinheiro com nossa cidade, será um outro trevo”, destaca.

Texto: Caroline Silva
jornalismo@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui