Após reunião, ‘terceira via’ marca novo encontro para tentar definir critérios de candidatura única

MDB, PSDB, Cidadania e União Brasil vão discutir internamente fatores que devem ser considerados para a escolha de um candidato único à Presidência. Reunião está prevista para a próxima semana


0
Dirigentes dos partidos da chamada 'terceira via' após reunião em Brasília sobre candidatura única à Presidência (Foto: Kevin Lima / Imagem retirada do site: https://g1.globo.com/politica/eleicoes/2022/noticia/2022/04/26/apos-reuniao-terceira-via-marca-novo-encontro-para-tentar-definir-criterios-de-candidatura-unica.ghtml em 29 de abril de 2022)

Os dirigentes do MDB, PSDB, Cidadania e União Brasil se reuniram na última terça-feira (26) e anunciaram que devem ter um novo encontro para formalizar a lista de critérios que será levada em consideração para a escolha de um candidato único à Presidência.
A reunião ocorreu dois dias após um jantar entre pré-candidatos e representantes de partidos, organizado pelo pré-candidato à Presidência da República pelo PSDB, João Doria (SP), ter sido cancelado.

VALE ESSA

A assessoria de João Doria informou no domingo (24) que a pauta do encontro seria a “discussão de critérios e caminhos para um projeto único” – mesmo tema da reunião desta terça.

Participaram das discussões nesta terça os presidentes: do MDB, Baleia Rossi (SP); do PSDB, Bruno Araújo; do Cidadania, Roberto Freire; e o vice-presidente do União Brasil Antonio de Rueda, além do líder do União Brasil na Câmara, Elmar Nascimento (BA).

Segundo Baleia Rossi, presidente nacional do MDB, cada um dos partidos discutirá internamente os fatores considerados essenciais para a escolha do “candidato de consenso”. “Ficamos de fazer uma nova rodada de conversas na semana que vem já com um quadro mais claro do que cada partido pensa como critérios”, disse Rossi. O MDB, o PSDB, o Cidadania e o União Brasil acordaram, no último dia 6, que apresentarão, em 18 de maio, um “candidato de consenso” à presidência.

Apesar de questionada por membros das siglas e por pré-candidatos, como Ciro Gomes (PDT), o prazo final está mantido. Na ocasião, os critérios para a escolha do chamado nome de “consenso” também não foram decididos.

O presidente do PSDB, Bruno Araújo, disse que os dirigentes dos partidos se comprometeram a “voltar” aos seus partidos para amadurecer a questão. “Não há consenso sobre isso, ficamos de voltar aos nossos partidos para amadurecermos esses critérios, e esperamos que na semana que vem tenhamos avançado sobre essa decisão.

Independentemente dessas reuniões, estamos em um canal aberto de conversação, de diálogo e de construção”, afirmou Bruno Araújo. “Começamos a fazer simulações do que cada partido imagina que possa colaborar na escolha dessa candidatura, não há consenso ainda sobre os critérios”, acrescentou.

Mais cedo, durante participação na XXIII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios nesta terça-feira (26), a pré-candidata do MDB à Presidência, Simone Tebet (MS), disse que espera que a intenção de votos não seja o único critério. “Quero que seja o critério que nos leve ao segundo turno”, afirmou.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui