Aquecimento global: pedaço gigante de gelo se desprende da última plataforma permanente no Ártico

Área afetada, que se fragmentou em diversas partes segundo imagens de satélite, soma quase 110 quilômetros quadrados (equivalente à metade do tamanho da cidade do Recife).


0
Por cima e por baixo, gelo está derretendo pela água líquida resultante de outros derretimentos (Imagem: Copernicus Data/ESA/Sentinel-2B)

Um pedaço gigante de gelo se desprendeu da última plataforma de gelo restante na Groenlândia, conhecida como 79N.

A área afetada, que se fragmentou em diversas partes segundo imagens de satélite, soma quase 110 quilômetros quadrados (equivalente à metade do tamanho da cidade do Recife). O episódio é mais uma evidência apontada pelos cientistas das rápidas transformações climáticas que atingem a Groenlândia.

“A atmosfera dessa região esquentou quase 3 ºC desde 1980”, afirmou Jenny Turton, pesquisadora do clima da Universidade Friedrich-Alexander, na Alemanha. Além disso, em 2019 e 2020 houve recordes de calor no verão.

A plataforma 79N se estende em uma área de 80 km de comprimento por 20 km de largura, e está na extremidade dianteira flutuante da Corrente de Gelo do Nordeste da Groenlândia, onde passa da terra para o oceano e se torna flutuante.

O derretimento acelerado da Groenlândia motivou um amplo estudo das geleiras a partir da análise de dados dos satélites, dos EUA e da Alemanha. Os equipamentos foram capazes de pesar as plataformas de gelo.

Essa iniciativa identificou que o ano de 2019 foi marcado por um recorde, com a perda de 530 bilhões de toneladas de gelo. Essa quantidade de água derretida que escorreu das geleiras foi suficiente para elevar o nível do mar no planeta em 1,5 mm.

Fonte: UOL

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui