“Hoje a gente tem que entregar muito, por um preço baixo, com qualidade”, afirma empreendedor

Ricardo Brunetto conversa com o empresário e engenheiro civil Fernando Bergesch no "Arte de Empreender" deste sábado.


0
Fernando Bergesch e o apresentador Ricardo Brunetto (Foto: Rodrigo Gallas)

Nesta décima edição do programa Arte de Empreender, o apresentador Ricardo Brunetto conversa com o empresário e engenheiro civil Fernando Bergesch. Ele é sócio-proprietário do Hotel Imperatriz, de Lajeado, e proprietário da Privilege Engenharia e Construções, empresa com foco em construções multifamiliares. Ele falou sobre vida familiar, carreira e negócios, e destacou que, com a competitividade de mercado, os empreendedores são desafiados a “entregar muito, por um preço baixo, e com qualidade”.


ouça a entrevista


O trabalho na pandemia pode ser fonte de saúde

com Tamara Bischoff

Que o trabalho pode ser motivo de adoecimento psíquico não é nenhuma novidade. Notícias a esse respeito são frequentes, e apontam que os transtornos mentais e comportamentais ocupam o terceiro lugar entre as doenças que mais afetam os trabalhadores. Ansiedade, depressão, stress em seus diversos níveis aparecem no topo desses transtornos. Em meio a uma pandemia como a que estamos vivendo, poderíamos imaginar um quadro ainda mais negativo. No entanto, tenho pensado sobre o outro lado dessa moeda. Impedidos de conviver fisicamente com familiares e amigos, podemos encontrar no trabalho uma fonte de saúde, de interação com nosso semelhante.


ouça o quadro

 


Há mais de um século, Sigmund Freud já falava do trabalho como um grande meio de satisfação. Para o psicanalista mais conceituado da história, uma pessoa com boa saúde mental seria aquela com capacidade de amar e trabalhar. A importância do trabalho era destacada por diversos motivos, especialmente por nos permitir ocupar um lugar na sociedade, representando mais do que uma maneira de garantir o sustento. Por meio do trabalho, independentemente da função que ocupamos, conseguimos transformar algo no mundo.

E se a pandemia nos privou do convívio social, o trabalho, mesmo quando realizado no formato home office, nos traz a possibilidade de interagir com outras pessoas, o que não é pouca coisa num tempo de tantas incertezas e inseguranças sanitárias. E se pouco a pouco estamos retomando a nossa rotina, o fato de termos obrigações laborais em espaços coletivos pode, em alguma medida, nos aliviar da sensação de culpa por estarmos saindo de casa, sentimento esse que também tem estado tão presente em nossos dias e que precisa ser olhado com atenção para que não vire mais um sofrimento psíquico.

Então, observe ao seu redor o que há de bom em sua atividade, valorize-a e se valorize. Quem conseguir amar, trabalhar e continuar se cuidando, passará pela pandemia e terá, lá na frente, mais uma história importante para contar.

Tamara Bischoff, jornalista e psicóloga


Qualidade, agilidade e cortesia são pré-requisitos para um bom atendimento

com Liane Klein

Hoje quero iniciar cumprimentando aos empresários de micro e pequenas empresas pela passagem do dia 5 de outubro – data em que se comemora o “Dia Nacional das Micro e Pequenas Empresas”, que representam 99% de todas as empresas do pais. Parabéns, empresários!!

Como estamos as vésperas de uma data comemorativa — Dia das Crianças —, hoje optei por falar sobre Atendimento. Atender bem é um diferencial. Qualidade, agilidade e cortesia são pré-requisitos para que isso aconteça. Tanto o empreendedor como a equipe de atendimento devem identificar o cliente e suas necessidades, assim como ter tranquilidade para lidar com queixas e reclamações e, principalmente, habilidade para solucionar os problemas.

Para preservar a imagem positiva do estabelecimento, a comunicação entre a equipe de atendimento e a clientela precisa ser efetiva e clara. Da mesma forma, apresente prontidão, disposição, esforço, cordialidade e superação cada vez que o seu cliente estiver na loja.

Monitorar a qualidade do atendimento é um dos principais fatores para garantir a fidelização do cliente. Para efetivar esse processo, o empreendedor precisa elaborar um checklist e manter atualizados todos os contatos da clientela.

Para realizar um bom atendimento, algumas dicas são fundamentais:

  • Capacite e alinhe toda a equipe com a política interna do empreendimento, destacando que o bom atendimento é um diferencial de mercado.
  • Converse sobre casos vivenciados e troque experiências, sejam elas bem-sucedidas ou não. Isso estimula a participação de todos na gestão diária da loja.
  • Implemente sistema que auxilie no monitoramento da eficácia do serviço da empresa. Dessa forma, o empreendedor pode acompanhar de perto qual o efeito do atendimento que vem sendo realizado.

Se precisar de ajuda para estabelecer os processos de atendimento do seu negócio, o Sebrae está à sua disposição.

Liane, gerente do Sebrae Vales do Taquari e Rio Pardo

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui