Arte invade espaços públicos e colore as ruas de Lajeado

Primeira intervenção do programa Arte na Cidade teve início nesta segunda-feira (3). Cinco pontos irão receber obras urbanas assinadas por artistas.


0
Primeira obra tem previsão de ser finalizada nesta terça-feira, 4 de julho (Foto: Natalia Ribeiro)

Para os dias em que as dificuldades parecem tomar conta e tornar tudo cinzento um respiro de arte que mostra as belezas da vida. Este é o processo pelo qual passa Lajeado, que, a partir desta segunda-feira (3), terá novas cores e significados transitando em espaços públicos, pelos quais circulam milhares de pessoas a cada vez que o sol nasce e se põe. São obras com significado, que querem aguçar a reflexão.

A primeira a ser pintada fica na mureta da Avenida Alberto Pasqualini, no sentido São Cristóvão/Centro. A obra, que apresenta aspectos do universo feminino, começou a ser pintada na tarde desta segunda. Ela mostra um rosto com duas faces de mulher: uma de pele negra e outra branca. Quem assina a intervenção é a artista Flávia Pozzobon, paulista com 20 anos de estrada e dois anos de residência em Lajeado. “Mostra a beleza que todo mundo tem e que está na multiplicidade”, avalia.

“Arte para LibertAr-te” é um convite ao pensamento. Uma provocação, como avalia Flávia. “Da forma como a gente vê a cidade e a cidade nos vê. Você está observando, mas também é observado. Você interfere, mas isso também interfere em você”. Uma nova personalidade aos trajetos do dia a dia, que podem parecer monótonos, mas que dizem muito sobre quem os frequenta. “Os locais por onde caminhamos fazem parte de um contexto muito maior”, acrescenta a artista.

Flávia conta com a ajuda de quatro voluntárias para o trabalho. As meninas atuam com rolos de pintura e pincéis, enquanto ela cuida dos traços e mostra a sua arte com o grafite e o spray. São apenas mulheres, “justamente pela proposta”, segundo Flávia. Uma das garotas, Ana Carolina Juchum, é estudante do 4º semestre de Arquitetura da Univates e participa do projeto de extensão da universidade, chamado Interarte.

Ana Carolina (destaque) e mais três voluntárias ajudam na intervenção (Foto: Natalia Ribeiro)

Para Ana, um momento especial, em que os circulantes pedem por cores e novidades. “Acho muito importante participar como voluntária em momentos assim, em que a cidade está se abrindo para a arte, o que não temos visto muito ultimamente”. O secretário de Cultura, Esporte e Lazer de Lajeado, Carlos Reckziegel, que foi ao local nesta tarde, tem uma avaliação parecida. “É muito importante começarmos a ocupar os nossos espaços e com intervenção artística fica mais especial ainda”.

Reckziegel foi ao ponto na companhia do prefeito de Lajeado, Marcelo Caumo, e da vice-prefeita Gláucia Schumacher. Conforme o secretário, o início das pinturas foi adiada por conta da pandemia. “A ideia era fazer no final de março, mas como estávamos no começo da pandemia optamos por postergar um pouco”.

Saiba mais

Esta é a primeira de cinco intervenções que serão feitas por meio do concurso Arte na Cidade. Quem passava pelo local já percebia a diferença. Os olhares dos carros eram inquietos e curiosos. A tendência é que a pintura seja concluída nesta terça-feira (4).

Outro artista ocupará a mureta da frente. Neste caso a pintura será feita pelo artista Lucas Cristiano Baldissera, que propôs uma arte com cores vibrantes para embelezar as muretas do viaduto. Também receberá intervenção a ponte seca, onde a BR-386 passa sobre a Rua Bento Rosa. Neste caso as intervenções artísticas serão feitas nos pilares e nas cabeceiras dos dois viadutos paralelos das pistas da rodovia. Os artistas responsáveis pelas intervenções no local são Samuel Hergesell e Rafael Hergesell.

São parceiros do Arte na Cidade a Prefeitura de Lajeado, o Serviço Social do Comércio (Sesc) e a Univates. O Departamento de Trânsito, vinculado à administração municipal, orienta o movimento dos veículos e garante a segurança dos envolvidos. A empresa Tintas Nobre ajuda com material.

O concurso foi lançado em setembro de 2019, com caráter artístico-cultural e com objetivo de valorizar o espaço urbano de Lajeado. Em dezembro de 2019 uma comissão julgadora, constituída por representantes de diferentes setores, selecionou as cinco melhores propostas de pintura que contemplavam o conceito “Humanizando a Cidade”. Em março de 2020 foi iniciada a limpeza e os preparativos nos locais que receberiam as intervenções. Com a chegada da Covid-19 as explanações foram adiadas.

Texto: Natalia Ribeiro
jornalismo@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui