As funcionalidades e a comunicação via WhatsApp Business pautam workshop presencial na CDL Lajeado

Workshop, realizado nesta terça-feira (21), foi ministrado pelo especialista em Marketing Conversacional, Marlon Bitencourt Jr


0
Foto: CDL / Divulgação

O WhatsApp Business foi o tema escolhido pela CDL Lajeado para o workshop realizado nesta terça-feira (21) que marcou a retomada dos eventos presenciais na entidade. Ministrado pelo especialista em Marketing Conversacional, Marlon Bitencourt Jr., do Instituto Bitencourt, a atividade abordou as funcionalidades da ferramenta gratuita de comunicação criada especificamente para negócios, destacando vantagens, diferenciais, posicionamentos e comportamentos.

Ao apresentar dados que apontam que 60 bilhões de mensagens e 1,6 bilhão de fotos são enviadas diariamente via WhatsApp, Bitencourt mencionou que o aplicativo é uma rede social que está presente em 98% dos telefones brasileiros, sendo atualmente a que mais converte em vendas: “O Whats só cresce. Não tem como a gente fugir de usar e de conhecer suas ferramentas”. Alertando que o perfil pessoal, além de possuir recursos limitados, não deve ser utilizado para relacionamentos de trabalho, ele ressaltou que a versão business é projetada para o uso de empresas, mas ela geralmente vem precedida por outros tipos de contato. “O WhatsApp é uma ferramenta que converte, mas ele não é a primeira visualização que o cliente tem da gente. Tem toda uma vitrine por trás: redes sociais, e-mail marketing, panfleto, folder, e qualquer outro meio de comunicação”.

Para especificar as vantagens do WhatsApp Business para os negócios, Bitencourt citou a possibilidade de conversas esporádicas, claras, personalizadas e eficazes, o que facilita a interação com os clientes. Segundo ele, os usuários ficam mais atentos a notificações do Whats do que de qualquer outro meio, sendo que a taxa de abertura das mensagens costuma ser de 80 a 90%. Além disso, o aplicativo permite a criação de mensagens automáticas, rápidas e direcionadas, proporcionando uma experiência de compra mais humana e personalizada. Porém, o especialista ressaltou que o grande desafio é como levar a simpatia e a atenção do atendimento presencial para o virtual.

A partir disso, o comportamento na comunicação via Whats é de fundamental importância e por isso Bitencourt trouxe cases para debater o que pode e o que não pode no uso da ferramenta, especialmente a partir da vigência da LGPD, instigando reflexões sobre gravações de áudio, formulação de textos, envio de conteúdos e outras alternativas que visem otimizar a fidelização de clientes. AI/VM

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui