“Às vezes a gente não está preparada para tamanha crueldade”, diz presidente da Apante

Sirlei Dummel fala sobre abandono animal, violência e desafios na nova sede da Associação Protetora dos Animais de Teutônia


0
Presidente da organização, Sirlei Dummel (Foto: Jonas de Siqueira)

Após anos aguardando por um espaço, a Associação Protetora dos Animais (Apante), de Teutônia, agora conta com uma sede própria. O novo espaço está localizado na Rua Maurício Cardoso, nº 912, junto ao Bairro Teutônia. Em entrevista ao programa Redação no Ar desta quarta-feira (28), a presidente da ONG, Sirlei Dummel, falou sobre os desafios da entidade, que possui 15 anos de existência, e o funcionamento do novo espaço.

Além da sede administrativa da Apante, o novo local possibilita que a entidade armazene as doações recebidas, realize ações para arrecadação de fundos e doação de animais acolhidos em situação de abandono ou maus-tratos.

Assista à entrevista  

A voluntária revela que os casos de atropelamentos de cães têm sido uma demanda presente nos últimos dias, o que eleva os custos da organização devido ao tratamento veterinário para a recuperação dos animais. 

A presidente da Apante falou sobre os casos de maus-tratos e crueldade contra animais atendidos pela associação. “O pior abandono é o que está por trás dos muros”, disse Sirlei relatando casos de animais mal cuidados ou  machucados. “É um cenário muito triste”, complementa. 

Emocionada, Sirlei comentou a ocorrência que mais lhe marcou desde o início de seu voluntariado. Na situação, um homem foi preso após matar três cães com golpes de machado.” Às vezes a gente não está preparada para tamanha crueldade”, afirma. 

Sirlei Dummel ressalta que a entidade necessita de doação em dinheiro, como também rações. Quem quiser conhecer melhor o trabalho da Apante pode contatar a ONG pelo telefone (51) 9 974 35 90 e tirar dúvidas sobre o trabalho realizado na entidade.

A comunidade pode contatar a Apante pelas redes sociais, facebook e instagram.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui