Assembleia Legislativa aprova reajuste proposto pelo governo gaúcho para o piso do magistério estadual

A proposta prevê reposições de 5,5% a 32%, a partir de janeiro


0
Foto: Ilustrativa / Divulgação

Por 38 votos a dois (mais 15 abstenções), a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul aprovou o projeto de reajuste do piso dos professores estaduais. A proposta submetida ao Parlamento pelo governo gaúcho prevê reposições de 5,5% a 32%, a partir de janeiro, conforme aspectos como tempo de serviço, escolaridade e status profissional (ativo ou aposentado).

O Palácio Piratini garante que a correção cobre as perdas inflacionárias desde 2019. A categoria não recebia aumento desde os 13,7% concedidos em novembro de 2014 (conforme cronograma iniciado dois anos antes).

Representantes do magistério, por sua vez, afirmam que as perdas inflacionárias foram de 52,6% no período. “Esse aumento é dado sem atrasar salários, com o décimo-terceiro em dia e investimentos sendo feitos pelo Estado”, declarou o governador Eduardo Leite, acrescentando que: “Os professores estão sendo reconhecidos tanto quanto à possibilidade do Estado em fazer a remuneração, assegurando o pagamento em dia a todos os servidores, e agora avançando na direção de uma remuneração melhor, a fim de tornar essa carreira mais atraente para que transformemos a educação”.

Fonte: O Sul

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui