Assinado início da reconstrução de trecho da ERS-129, em Muçum

O prazo previsto para conclusão é de dois meses


0
Foto: Divulgação

O governador Eduardo Leite assinou, nesta quinta-feira (13), no Palácio Piratini, a ordem de início para as obras de reconstrução do trecho de 100 metros no km 88 da ERS-129, em Muçum, que desmoronou em virtude das chuvas no Vale do Taquari.

Estimada em R$ 8,84 milhões, a obra de reconstrução do talude tem previsão de conclusão em dois meses e será custeada com recursos próprios, provenientes da praça de pedágio da EGR. Considerado um dos principais corredores logísticos e de desenvolvimento do Vale do Taquari, o trecho que liga os municípios de Muçum e Vespasiano Corrêa foi severamente afetado pelas enchentes entre o final de abril e o início de maio.

Antes da crise meteorológica, a média de veículos na praça de pedágio de Encantado, que envolve o tráfego na ERS-129 e na ERS-130, era de 218,6 mil mensais, cerca de 7,2 mil diários. O secretário de Logística e Transportes, Juvir Costella, afirmou que o início das obras representa um marco significativo para a melhoria da infraestrutura viária do Vale do Taquari e é um passo importante para a reconstrução do Rio Grande do Sul.

Desvio emergencial

A EGR concluiu, em menos de 15 dias, a construção de um desvio emergencial ao lado do km 88 da ERS-129, em Muçum. Visando à segurança dos usuários, o desvio provisório está disponível apenas para automóveis, vans, ambulâncias e caminhões com peso máximo de seis toneladas, das 7h às 19h. A EGR alerta que o trecho funciona no sistema pare e siga, devido às dimensões reduzidas da via alternativa.

Além disso, a empresa pavimentou três quilômetros e promoveu melhorias na estrada vicinal da Linha São Luís, que também é utilizada como desvio alternativo, visando aprimorar a trafegabilidade de veículos acima de seis toneladas e dos demais veículos entre 19h e 7h. AI / CC

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui