Astronautas da Nasa “presos” no espaço têm nova previsão de retorno

Os pilotos de teste da Nasa Butch Wilmore e Suni Williams foram lançados a bordo da nova cápsula Starliner da Boeing no início do mês passado e devem voltar apenas no final de julho


0
Foto: Reprodução

Dois astronautas que deveriam estar de volta à Terra há semanas disseram na quarta-feira (10), que estão confiantes de que a cápsula espacial da Boeing poderá devolvê-los em segurança, apesar de falhas técnicas anteriormente detectadas.

Os pilotos de teste da Nasa Butch Wilmore e Suni Williams foram lançados a bordo da nova cápsula Starliner da Boeing no início do mês passado, sendo as primeiras pessoas a pilotá-la.

Vazamentos de hélio e falhas no propulsor quase atrapalharam sua chegada à Estação Espacial Internacional e os mantiveram lá por muito mais tempo do que o planejado. Agora, segundo as autoridades, o retorno pode ocorrer apenas no final de julho.

O problema está no sistema de propulsão, usado para manobrar a espaçonave. Cinco propulsores falharam quando a cápsula se aproximou da estação espacial em 6 de junho, um dia após a decolagem. Quatro deles foram reativados desde então.

Wilmore disse que deve haver um número suficiente de propulsores funcionando para que ele e Williams saiam de órbita. Há também motores maiores que podem ser usados, se necessário.

Em sua primeira entrevista coletiva em órbita, a dupla disse que espera retornar assim que os testes do propulsor forem concluídos aqui na Terra. Eles disseram que não estão reclamando do tempo extra em órbita e que estão gostando de ajudar a tripulação da estação.

Ambos já passaram por períodos anteriores no laboratório em órbita, que também abriga outros sete tripulantes. “Tenho uma sensação muito boa em meu coração de que a espaçonave nos trará de volta para casa, sem problemas”, disse Williams aos repórteres. O voo de teste deveria ter durado oito dias, terminando em 14 de junho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui