Superintendente do Iphan visita Vale do Taquari e participa de seminário sobre turismo rural

Leonardo Maricato, representando o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Estadual, conheceu a Casa de Cultura de Lajeado, com agenda também em Cruzeiro do Sul e Estrela


0
Leonardo Maricato visitou o museu localizado na Casa de Cultura de Lajeado (Foto: Gabriela Hautrive)

Neste dia 13 de julho, data em que é celebrado o Dia Mundial do Rock, diversas atrações culturais são realizadas no Vale do Taquari. Entre elas está a programação da Casa de Cultura de Lajeado com mais uma edição da atividade “Sacada Cultural”. Além disso, o local recebeu na manhã desta terça-feira (13), a visita do superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Estadual (Iphan), Leonardo Maricato, que também visitou o município de Cruzeiro do Sul e participa de seminário regional, em Estrela, sobre memória e patrimônio: oportunidades para o turismo rural. O evento acontece na sede da Associação dos Municípios do Vale do Taquari (Amvat), das 13h30 às 16h30.


ouça a reportagem

 


Conforme o superintendente do instituto, o objetivo do Iphan, em sua atual gestão, é estar cada vez mais acessível paras as prefeituras, e por isso acontece a realização de visitas para municípios do Vale do Taquari. “Nós dispomos de recursos federais, pois é um órgão federal, mas essa superintendência atende todo o Estado do Rio Grande do Sul e temos uma extensa agenda na região, que espero futuramente poder ampliar, então vamos trazer tudo o que o Iphan puder oferecer para tentar atender as cidades da região”, relata.

Visita em Lajeado aconteceu na manhã desta terça-feira (13) (Foto: Gabriela Hautrive)

Maricato já atuou como secretário de Cultura em Porto Alegre e entende a importância em fazer a aproximação de órgãos federais, estaduais e prefeituras. “É uma experiência muito rica, quem trabalha com cultura, na verdade não trabalha e sim se realiza pessoalmente, pois a cultura é uma realização em todas as suas áreas”, destaca.

Além disso, o superintendente foi representante do Ministério da Cidadania na região Sul do país, abrangendo Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. “Então sabemos da importância que as prefeituras precisam ter no acesso ao recurso federal, então esse é o nosso trabalho, tentar facilitar, ou ser uma linha auxiliar, para que as prefeituras tenham alcance aos recursos”, pondera.

O secretário de Cultura, Esporte e Lazer de Lajeado, Carlos Reckziegel, entende que o trabalho em conjunto é importante para cidade e também para futuros projetos de reformas na Casa de Cultura, localizada no Centro da cidade. “Temos feito algumas ações e planejamentos no sentido de buscar alguns caminhos para futuras reformas na Casa de Cultura, que hoje é um patrimônio de Lajeado e região, então é sempre bom termos novas possibilidades a nossa disposição”, relata.

Também participaram da visita o secretário de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Agricultura de Lajeado, André Bücker; o presidente do Conselho Municipal de Turismo de Lajeado, Alício de Assunção; além da coordenadora da Casa de Cultura, Ana Paula Labres, e outros membros da comitiva do Iphan.

Casa de Cultura de Lajeado recebe decoração e programação especial nesta terça-feira em alusão ao Dia Mundial do Rock (Foto: Gabriela Hautrive)

Programação Casa de Cultura de Lajeado

Decorada com balões e guitarras, a Casa de Cultura de Lajeado recebe visitantes para uma programação alusiva ao Dia Mundial do Rock, celebrado nesta terça-feira (13). No local é realizada mais uma edição da “Sacada Cultural”. As atividades acontecem das 12h às 13h com música ao vivo com Paulo Bottezini. Das 12h às 15: o rock tocado no disco de vinil com o DJ Lisandro Figueiró; das 15h às 17h: rock tocado no disco de vinil com Paulo Vinicius de Freitas Nonnenmacher, o DJ historiador e também haverá exposição de discos de vinil.

Superintendências estaduais do Iphan

A estrutura do Iphan é composta por 27 superintendências estaduais que respondem pela coordenação, planejamento, operacionalização e execução das ações do instituto, em âmbito estadual, e supervisão técnica e administrativa dos 28 escritórios técnicos. As superintendências estão vinculadas diretamente à presidência do Iphan e são responsáveis pela articulação entre as esferas de poder local, organismos e instituições da sociedade civil ou empresas, para estabelecer as parcerias necessárias ao cumprimento dos planos e políticas de gestão e promoção do Patrimônio Cultural Brasileiro.

Os escritórios técnicos possuem uma chefia e um corpo técnico, localizam-se em conjuntos urbanos tombados (cidades históricas) e foram criados para administrar diretamente o patrimônio tombado e/ou registrado nesses locais. Os parques históricos nacionais também funcionam sob a supervisão direta das Superintendências e a gestão desse patrimônio material e natural é partilhada entre o Iphan e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama).

Texto: Gabriela Hautrive
reportagem@independente.com.br

 

 

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui