Dois jovens que participavam de uma festa na Rua Júlio de Castilhos, em Estrela, foram agredidos por três homens assim que deixaram a casa noturna, na madrugada deste domingo (28). Vinícius Maassen, 29 anos, e Luís Fernando de Ávila, 22, conhecido como Fernando Rustty, que moram na cidade há um ano, acreditam que o ataque tenha sido premeditado. A suspeita para a motivação é o término de um relacionamento. Um deles teve de ser hospitalizado.

Publicado nas redes sociais, o caso ganhou repercussão imediata. Até as 18h desta segunda-feira (29), eram cerca de 17,9 mil curtidas, 7,5 mil compartilhamentos e 1,8 mil comentários. As imagens mostram os ferimentos de Rustty, que trabalha como DJ e empresário. Ele diz que estava consciente durante a agressão. “Vi tudo. Eram três pessoas”, lembra.


OUÇA A REPORTAGEM


 

Apontado como alvo dos agressores, Maassen, que tem uma lancheria com o amigo, acredita que o ataque tenha sido motivado pelo término de um namoro. “Tive um relacionamento de dois meses com uma garota que tinha características de psicopata. Tive que terminar porque ninguém queria continuar trabalhando comigo. Isso estava prejudicando a minha vida de uma forma geral”, conta.

Quando saiu da festa, por volta das 6h, Maassen percebeu que dois pneus do seu carro haviam sido furados. “Vi ela e o namorado na festa. Tenho certeza que são os autores”. Ele ligou para a ex-namorada, quando trocaram ofensas. O atual companheiro também conversou com o rapaz. “Ele ficou me enrolando até chegar de carro e nos pegar desprevenidos, pelas costas”. O grupo tinha objetos cortantes, tchacos e tacos de beisebol.

Fernando Rustty (E) e Vinícius Maassen (D) foram alvejados pelo grupo. Fotos: Repercussão/ Facebook

Avistado pelo grupo, Maassen fugiu para procurar ajuda. “Eu tentei me desvencilhar da briga. Quando estava no chão, três homens me espancavam. O Fernando tentou ajudar, mas não tinha qualquer ligação com aquilo. Consegui fugir e buscar uma faca para dispersar eles. Quando voltei, meu amigo já tinha sido levado para o Hospital de Estrela”, explica.

Três mulheres que estavam com os rapazes encaminharam Fernando à casa de saúde. A internação durou cerca de 24 horas, mas ele sente dores e pretende retornar ao hospital. Conforme Maassen, três ossos do rosto estão quebrados, a boca está deslocada e o jovem ficou desfigurado. Ele recebeu dez pontos na parte interna da boca. “Acho que vai demorar uns dois meses para se recuperar”, lamenta.

A ocorrência foi registrada na Delegacia de Polícia de Lajeado, no entanto, o caso será investigado pela Polícia Civil de Estrela. Imagens do circuito externo de monitoramento do Parque Princesa do Vale poderão ser utilizadas no processo. NR

**Na terça-feira (30), a reportagem vai ouvir o delegado José Romaci Reis, que está à frente do caso. O contato não foi possível no momento da conversa com as vítimas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui