Ataques a banco têm queda de 86,7% em outubro no RS

Foram 2 casos contra 15 no mesmo mês em 2019. Na Serra, polícias têm reação imediata a conflitos que puxaram alta de homicídios.


0

O Rio Grande do Sul alcançou em outubro uma queda de 86,7% nos ataques a banco. De 15 casos no 10º mês do ano passado para apenas dois em todo o Estado no mesmo intervalo deste ano.

Segundo dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP), o número também contribui para ampliar a queda do indicador no acumulado. Nos 10 meses a partir de janeiro, o Estado registrou 42 ocorrências de furto ou roubo a instituições financeiras, 58% menos do que os cem casos contabilizados no mesmo período de 2019.

A Operação Angico da Brigada Militar é umas das estratégias que têm permitido antecipar o movimento de quadrilhas especializadas em ataques a banco, frustrando planos dos criminosos com táticas de pronta-resposta e cerco policial.

Os roubos de veículos, que em setembro tiveram 496 registros, atingiu novo recorde para o menor total de ocorrências em um mês. Foram 481 casos em outubro deste ano, queda de 40,3% em relação aos 806 casos do mesmo período do ano passado.

Já os homicídios apresentaram aumento, em razão dos conflitos entre grupos criminosos na Serra Gaúcha. O total de pessoas assassinadas no mês subiu 19,8%, de 131 no décimo mês de 2019 para 157 no mesmo período deste ano. Entre as 26 vítimas a mais, Caxias do Sul (14), Flores da Cunha (1) e Carlos Barbosa (1) responderam por 61%.

Apesar do resultado negativo em outubro, o acumulado de homicídios no RS segue em queda. Na soma de 10 meses a partir de janeiro, foram 1.499 vítimas de assassinato no ano passado, contra 1.439 neste ano, uma queda de 4%.

Outro crime que registrou elevação no números de casos é o latrocínio. Em outubro de 2019 foram dois casos, três a menos que os cinco contabilizados em 2020. Já o feminicídio, mais grave delito de violência contra a mulher, teve redução pelo sexto mês consecutivo. Foram quatro assassinatos de mulheres em razão do gênero no Estado frente aos nove óbitos ocorridos no mesmo mês em 2019 (-56%). AD/SSP


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui