Teutoniense embarca para a disputa do Campeonato Brasileiro Sub-18 de atletismo

Jovem é dono da quarta melhor marca no atual ranking brasileiro do lançamento de martelo


0
Foto: Leandro Augusto Hamester

Aos 17 anos, Felipe Andrei Müller embarca para São Paulo no final da tarde desta quinta-feira (26). O jovem irá participar do Campeonato Brasileiro Sub-18 de atletismo, onde disputa as provas de lançamento de martelo e arremesso de peso. A competição inicia nesta sexta-feira (27) e o atleta estará representando a Equipe de Atletismo Teutônia/Colégio Teutônia/Languiru/Sicredi.

Conforme explica o treinador Iurquen Roese, o campeonato brasileiro é aberto para todos os atletas. Basta estar federado e ter entre 13 e 18 anos para poder participar da competição. “Ele acaba participando da competição como todos os outros que se inscreveram, mas a questão de ranking coloca ele como um dos favoritos a brigar por medalhas na prova de lançamento do martelo”, acredita.


ouça a reportagem

 


No Campeonato Estadual de Atletismo Sub-18, disputado em julho em Porto Alegre, Felipe conquistou a medalha de ouro no lançamento de martelo e a prata no arremesso de peso. O teutoniense é também o dono da quarta melhor marca no atual ranking brasileiro do lançamento de martelo, com um arremesso de 55,10m.

“Nos campeonatos estaduais e nas demais competições, ele participa do arremesso de peso como uma prova secundária. A gente não treina ela muito seguido mas, de vez em quando, damos uma atenção para esta prova. No entanto, o foco principal sempre é o martelo, 95% dos treinos são nessa prova. Em São Paulo vamos estar fazendo a eliminatória do arremesso de peso pois ela acontece antes do martelo. Então, ajuda para quebrar o gelo um pouco, entrar em ritmo de competição. A gente aproveita essa prova para pegar um pouco de experiência”, explica.

Foto: Arquivo pessoal

O atleta pratica a modalidade há quase três anos e lembra que o interesse surgiu após a indicação do treinador. Agora, três anos depois, ele participa de uma competição a nível nacional pela segunda vez. “A primeira foi em 2019 mas, mesmo não sendo a primeira vez, eu to muito animado. Poder competir com os melhores é muito bom. A expectativa é de conseguir trazer alguma medalha, mas o mais importante é melhorar a minha marca pessoal”, projeta.

De acordo com Felipe, a rotina de treino das últimas semanas não mudou muito, visando a preparação para o campeonato. Segundo ele, houve apenas um foco maior nos treinos técnicos, deixando um pouco de lado os treinamentos de força. Apesar de ainda jovem, o atleta já sonha alto dentro da modalidade esportiva. “Espero que um dia eu consiga ser campeão brasileiro, para me classificar ao sul-americano. No futuro, também quero melhorar como atleta, competir no maior nível possível e melhorar cada vez mais minha marca”, conclui.

Roese falou também sobre a preparação psicológica do jovem. De acordo com o treinador, o nervosismo faz parte da vida de todos os atletas e não pode ser visto como um obstáculo. “Mesmo os mais experientes, a gente vê relatos que eles entram com um certo nervosismo nos principais eventos esportivos. Então, enxergamos esse nervosismo, até certo ponto, como positivo. Ele representa o compromisso que você tem com aquele momento, com toda a parte de treino que foi feita. Se o atleta entra muito relaxado, por vezes ele acaba sendo um pouco displicente na prova. Entrar um pouco nervoso, desde que ele não atrapalhe o desempenho, é bom pois deixa o atleta alerta”, afirma.

Felipe e Iurquen embarcam no final da tarde desta quinta para a capital paulista. As provas eliminatórias acontecem na manhã desta sexta e as finais na parte da tarde. O retorno ao Rio Grande do Sul está previsto já para a manhã do sábado (28).

Texto: Artur Dullius
reporter@independente.com.br

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui