Atleta do Vale do Taquari disputa título de melhor goleira de futsal do mundo

Em 2019, a defensora do Montesilvano da Itália, Ana Sestari, ficou em 3º lugar.


0
Foto: Arquivo Pessoal

A atleta do Vale do Taquari, Ana Carolina Caliari Sestari, está entre as dez melhores goleiras do futsal mundial pelo segundo ano consecutivo. A lista com as jogadoras que disputam o título de melhor do mundo na modalidade na temporada de 2020, saiu no fim do ano passado. Ana, de 24 anos de idade, ficou na terceira posição na temporada de 2019, e aguarda com ansiedade a divulgação do resultado, que deverá ser publicado no fim de janeiro. “Recebi com muita satisfação esta indicação, pelo segundo ano consecutivo. Minha expectativa é repetir a colocação do ano passado, ou melhorar esta posição”, comenta.

Atualmente, Ana Sestari defende as cores do clube que leva o mesmo nome da comuna (equivalente a um município no Brasil) que está sediado, o Montesilvano, da província de Pescara. Ana, que nasceu em Progresso na região alta do Vale do Taquari, mas ainda criança mudou-se para Nova Bréscia, onde a família vive até hoje, também é a goleira da seleção da Itália de futsal. “Em 2014, recebi o convite pra jogar no Portos, da localidade de San Benedetto del Tronto. No ano seguinte, em 2015, me transferi para o time que estou até hoje, o Montesilvano. Quero sempre estar no topo, para dar o máximo ao meu clube e à seleção italiana de futsal”, pondera. Descendente de italianos, a atleta decidiu entrar com um pedido de dupla cidadania, que foi aceito em 2017. “Foi uma oportunidade a mais que tive”, pondera.


ouça a reportagem 

 


 

A goleira, que começou a fazer suas primeiras defesas no CFM de Nova Bréscia, confessa que jamais imaginou que iria tão longe na carreira. “Foi amor a primeira vista pelo futsal. Eu jogava com os meninos, e era a única menina na escolinha. Futsal é minha paixão, mas jamais imaginei que chegaria tão longe e tão alto. Minha realidade hoje é muito melhor do que meus sonhos. Só com muito trabalho e muita dedicação consegui chegar onde estou hoje, graças a Deus”.

Ana ressalta a estrutura disponibilizada aos atletas na Europa. “Aqui temos um campeonato organizado, que dura o ano todo. A estrutura e organização são as maiores diferenças com relação ao Brasil. No Brasil falta apoio, patrocinadores que queriam investir no nosso futsal feminino. Hoje, todas as grandes atletas brasileiras jogam fora do país”, lamenta.

Sobre ser eleita a melhor goleira do mundo, a atleta diz não ter pressa. “Se não for neste ano, poderá ser no próximo. Não sei. O certo é que vou trabalhar sempre para melhorar”, finaliza.

Além de Ana Sestari, também estão no páreo outras duas brasileiras: Patrícia Moraes Faria, a “Giga”, da Associação Female de Futsal, sediada em Chapecó, e Regiane Fernanda Silva do Amaral, que defende a equipe Leoas da Serra, ambas de Santa Catarina.

Data e local do Annual Futsal Awards 2021, evento de premiação dos melhores da modalidade em 2020, ainda não estão definidas, mas a tendência é de que ocorra ainda em janeiro. LF


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui