Audiência pública em Encantado debate localização de pedágios e sistema de outorga

Encontro acontece na noite desta segunda-feira (30), a partir das 19h, no Auditório do Sicredi


0
Pedágio localizado no km 93 da ERS-130, em Encantado (Foto: EGR / Divulgação)

Uma audiência pública da Comissão de Assuntos Municipais da Assembleia Legislativa, presidida pelo deputado Eduardo Loureiro, acontece na noite desta segunda-feira (30), em Encantado, para debater os efeitos na economia e os reflexos na vida dos moradores com a implantação de pedágios na ERS-130, através da concessão de rodovias proposta pelo Governo do Estado. Lideranças políticas e representantes de entidades empresarias e de trabalhadores da região são convidados a participar do encontro.

Conforme o deputado Eduardo Loureiro, o assunto passou a ser o principal ponto de debate dentro da comissão. “Logo que o governo divulgou esse plano de concessão, fruto de um estudo realizado mais ou menos por 12 meses, esse assunto passou a gerar uma série de polêmicas e controvérsia, então fomos acionados por várias comunidades para que pudéssemos aprofundar o debate”, relata.


ouça a reportagem

 


O estudo da Concessão de Rodovias, por parte do governo, não foi detalhado e aprofundado e por isso os debates se tornam fundamentais para que se possa ouvir a comunidade, segundo o deputado. “Já realizamos uma série de audiências públicas, algumas contaram com participação de representantes do governo e outras não tiveram representação, e agora realizamos mais uma no município de Encantado”, reforça.

Um dos principais pontos é a localização das praças de pedágios que dividem comunidades, que no Vale do Taquari acontece nas cidades de Cruzeiro do Sul e Encantado. “A comunidade Palmas, por exemplo, está muito próxima da cidade. Eu inclusive apresentei um projeto de lei impedindo a instalação de praças nesses locais.”

Além disso, os valores previstos para serem cobrados com sistema de outorga também não estão de acordo com aquilo que a população espera. “O problema é que isso encarece o pedágio e descontenta as comunidades que não querem pagar um valor demasiado ou maior que aquilo que poderia ser”, diz o deputado.

Eduardo Loureiro (Foto: Assembleia Legislativa / Divulgação)

Para participar da assembleia, pode ser de forma presencial, ou então virtual pelos canais digitais da Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul. O encontro será mais um, de outros que estão previstos, buscando um modelo para concessão que agrade a todos, entidades, população e governo.

Importância de novas audiências

No dia 5 de agosto, o presidente do Conselho de Desenvolvimento do Vale do Taquari (Codevat), Luciano Moresco, esteve reunido com representantes do governo do Estado, Ministério Público, Assembleia Legislativa, Federação das Empresas de Logística e Transporte de Cargas do RS (Fetransul) e Associação dos Usuários de Rodovias no Estado do RS (Assurcon). Representando a região, o presidente da CIC Vale do Taquari, Ivandro Carlos Rosa, em prol de mais debates para concessão das rodovias.

Segundo o presidente do Codevat, a grande conquista do encontro foi o agendamento de mais três audiências públicas, em formato mais amplo, para sugerir mudanças e alterações, por parte da população, no projeto desenvolvido pelo governo do Estado e BNDES.

SAIBA MAIS:

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui