Aulas presenciais voltam em Forquetinha e Santa Clara do Sul

Em Forquetinha, apenas o Ensino Infantil está de volta, sendo que 42 alunos compareceram no primeiro dia. Em Santa Clara, cerca de 500 alunos voltaram às atividades nesta segunda-feira (1º).


0
Emei Pequeno Mundo está em atividades desde o ultimo dia 1, com atendimento dividido nos turnos (Foto: Maica Viviane Gebing / Assessoria de Comunicação)

A atenção aos protocolos em função da pandemia segue, mas as aulas presenciais na Escola Municipal de Educação Infantil (Emei) Brincar Construindo foram retomadas nesta segunda-feira (1º) em Forquetinha. O mesmo ocorre em Santa Clara do Sul, mas com mais educandários retornando, abrangendo também o ensino fundamental. Cerca de 500 alunos retornam nesta segunda-feira (1º), atendendo 100% dos alunos de forma presencial.

Conforme Gisele Gisch, que é diretora da Emei Brincar Construindo, a única de Forquetinha, as aulas presenciais de forma integral são retomadas após uma paralisação de seis meses devido à pandemia. No primeiro dia retornaram 42 estudantes.

“Durante a semana, mais alguns iniciam o ano letivo e o restante dos 71 matriculados voltam apenas dia 17, quando teremos o transporte escolar. Foi muito tranquilo. e os pais orientaram muito bem seus filhos, assim como farão as professoras”, afirma.

Diretora da Emei Brincar Construindo, Gisele Gisch (Foto: Julio César Lenhard)

Entre as medidas adotadas, Gisele destaca a aplicação de testes nos 24 funcionários e professores do educandário; menos crianças por sala para evitar aglomerações; medição de temperatura na entrada; higienização dos espaços; escala de horário para usar pátio e refeitório; colocação de tapete sanitizante e aplicação de álcool gel. “Os pais deixam os filhos na porta da escola e de lá uma professora os encaminha para as respectivas salas”, conclui a diretora escolar.

Os alunos não são obrigados a retornar para as aulas presenciais. Quem optar por deixar seus filhos em casa terá que fazer a retirada e entrega dos materiais semanalmente. E as famílias que autorizarem a volta precisam assinar um termo de responsabilidade cientes dos protocolos e cuidados a serem tomados. Caso algum aluno ou educador apresentar sintomas, fará o teste e em caso de positivo precisará ficar em isolamento. Os demais que tiveram contato também serão testados e em último caso, em decorrência de mais casos, a escola poderá novamente ser fechada.

Crianças em Forquetinha podem voltar na sua totalidade, pois a escola tem espaço para dividi-las em várias salas com pequenos grupos (Foto: Julio Cesar Lenhard)

Quanto ao Ensino Fundamental de Forquetinha, as aulas na Escola Municipal de Educação Fundamental (Emef) João Batista de Mello, a única do município, retornam de forma integral e 100% presencial no dia 17 de fevereiro. São 110 estudantes matriculados nos Anos Iniciais e 96 nos Anos Finais.

Já em Santa Clara do Sul retornaram as escolas Willibaldo Both, Gustavo Seidel, Professor Sereno Afonso Heisler e Frei Henrique de Coimbra estão retornando. A Escola Municipal de Educação Infantil (Emei) Pequeno Mundo retornou no último dia 11, de forma gradativa, com atendimento a cerca de 200 crianças de um a quatro anos.

De acordo com o secretário de Educação, Cultura, Desporto e Juventude, Mauro Heinen, o ano letivo iniciará com a missão de recuperar as perdas pedagógicas decorrentes da pandemia. “Num primeiro momento, os alunos serão acolhidos nas escolas e, de forma organizada, ocorrerão diagnósticos para identificar o seu nível de aprendizado, com o objetivo de identificar possíveis situações que necessitem de reforço escolar”, explica Heinen.

O secretário destaca que será feita uma construção conjunta, com a atuação de equipe especializada, além do uso de tecnologias para complementar e intensificar o ensino e a aprendizagem.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui