Autismo: Lajeado aguarda retorno do Estado para se tornar centro de referência regional no programa TEAcolhe

TEAcolhe busca organizar e fortalecer as redes municipais de saúde, de educação e de assistência social no atendimento às pessoas com autismo e suas famílias


0
Prefeito de Lajeado, Marcelo Caumo (Foto: Tiago Silva)

Lajeado se candidatou para sediar uma regional do programa TEAcolhe, a nova política de atendimento integrado à pessoa com Transtornos do Espectro Autista (TEA). A resposta é aguarda para os próximos dias, segundo o prefeito Marcelo Caumo.

O TEAcolhe cria 30 Centros Regionais de Referência (CRR) e sete Centros Macrorregionais de Referência (CMR), com o objetivo de organizar e fortalecer as redes municipais de saúde, de educação e de assistência social no atendimento às pessoas com autismo e suas famílias.

“Nós temos os atores, e o objetivo agora fazer a ligação e a rede desse atendimento para que a gente possa estar atendendo da melhor maneira possível”, destaca.


ouça a entrevista

 


 

Conforme explica o prefeito, o objetivo desse programa é fazer o matriciamento e encaminhamento para casos graves e severos. No caso de Lajeado, o município vai estender para casos leves e moderados.

Caumo explica que a ideia é concentrar serviços em uma porta de entrada na rede pública, pelo Caps Infantil, que faz a destinação para o equipamento adequado: a Apae para casos mais severos, e outras intervenções em casos mais leves.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui