Autor de feminicídio em Venâncio Aires é indiciado e pode pegar mais de 30 anos de prisão

Elisane Schneider Noll, de 55 anos, foi morta por disparos de arma de fogo dentro de sua residência


0
Foto: Divulgação

O autor do feminicídio na localidade de Linha Sapé, no interior de Venâncio Aires, foi indiciado pelo homicídio triplamente qualificado e, se condenado, poderá ultrapassar os 30 anos de prisão. No fato, Elisane Schneider Noll, de 55 anos, foi morta por um disparo de arma de fogo pelo seu ex-companheiro.

O inquérito policial teve a frente o delegado Paulo César Schirrmann, que pretende enviar até esta quarta-feira (3) o caso ao Ministério Público, que avaliará se há materialidade na acusação. O indiciado é Arlei Giovane da Rosa Dornelles, de 42 anos. Conforme o delegado, os qualificadores do crime são: motivos torpes, que remetem à inconformidade com o fim do relacionamento do casal; utilização de recursos que dificultem a defesa da vítima, uma vez que invadiu a casa da mulher se portando de um revólver, e pelo fato do feminicídio.

Além disso, Dornelles responderá por uma tentativa de homicídio, visto que um genro da vítima foi atingido por um tiro, por lesões praticadas contra um policial militar e por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, visto que o revólver calibre 38, usado no crime, estava com a numeração raspada. Folha do Mate/VM

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui