Autoridades dos EUA recuperam possível ovo Fabergé em iate de oligarca russo

Os ovos colecionáveis têm valor inestimável e foram criados pela Casa Fabergé entre o final do século 19 e o início do século 20


0
Foto: Ilustrativa / Wikimédia

Autoridades policiais dos Estados Unidos recuperaram o que parece ser um ovo Fabergé em um iate apreendido de um oligarca russo. O caso ocorreu nas Ilhas Fiji e foi divulgado pela vice-procuradora geral Lisa Monaco nesta quarta-feira (20).

O iate avaliado em 300 milhões de dólares, de propriedade do oligarca russo Suleiman Kerimov, foi conduzido pelos policiais até a baía de San Diego no final de junho, onde permanece ancorado. De acordo com Lisa, o ovo contém joias e, caso seja confirmada a autenticidade, pode se tornar um dos poucos remanescentes no mundo, valendo milhões de dólares.

Os objetos colecionáveis são considerados obras-primas da joalharia e foram criados pela Casa Fabergé entre 1885 a 1917. Os ovos eram elaborados com esmalte, metais e pedras preciosas, e escondiam surpresas e miniaturas em seu interior.

Os EUA e seus aliados apreenderam bilhões de dólares em ativos russos sancionados desde março deste ano, de acordo com o Departamento do Tesouro. As iniciativas foram lançadas depois que a Rússia invadiu a Ucrânia, a fim de drenar os recursos usados para sustentar o esforço de guerra.

Fonte: CNN

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui