Avates retoma atividades com quase 70% das atletas nos próximos dias

Entidade ligada ao vôlei feminino no Vale do Taquari estabeleceu quatro etapas para a volta dos encontros presenciais.


0
Retorno para as quadras deve ocorrer em breve (Foto: Reprodução)

Seis meses depois de ter os treinamentos presenciais suspensos em virtude da pandemia da Covid-19, a Associação Vale do Taquari de Esportes (Avates) programa a volta dos encontros, com diversos protocolos sanitários. As atividades poderão ser retomadas ainda nesta semana, assim que estiverem finalizadas as obras de melhoria do Ginásio Ito Snell, utilizado pela entidade, no Bairro Oriental, em Estrela.


OUÇA A REPORTAGEM


Cerca de 60 atletas estão matriculadas em competições pela Avates. De acordo com o professor e coordenador da associação, Rodrigo Rother, 67% das meninas irão voltar nos próximos dias, ou seja, 40 delas. “Manteremos as atividades virtuais para quem não puder voltar, quem tiver familiares em grupo de risco ou possuir alguma particularidade que não a permita se sentir segura”. Segue suspenso o projeto social que conta com 600 garotas de Arroio do Meio, Estrela e Santa Clara do Sul.

Coordenador da associação, Rodrigo Rother, entregou protocolo ao prefeito de Estrela, Rafael Mallmann (Foto: Reprodução)

A Avates montou um protocolo, que foi avaliado e aprovado pela Prefeitura de Estrela. Rother conta que “estamos autorizados desde o dia 22 ou 23 de agosto para retomar as atividades de acordo com esse protocolo. Ainda não conseguimos voltar porque o nosso ginásio está passando por reformas”. Entre as medidas sanitárias a serem adotadas estão: uso de máscara, aferição de temperatura, disponibilização de álcool gel, quatro metros de distância e não compartilhamento de equipamentos.

O protocolo prevê quatro etapas de retorno: a primeira, a ser adotada em breve, conta com atividades individuais e sem compartilhamento de materiais, como bolas; seguindo com a volta em pequenos grupos de trabalho; evoluindo para equipes completas; e, por fim, com o retorno das competições, o que é previsto para novembro. Para serem colocadas em prática todas dependem de decretos estaduais.

Na primeira fase do cronograma será possível, segundo Rother, “usar os aparelhos, a quadra e os espaços disponíveis. Temos equipamentos de preparação física, que serão transferidos para o ginásio. Serão duas quadras com bola e uma para preparação física”. Cada quadra poderá ter até seis atletas por sessão de treinamento. As meninas têm de 13 a 18 anos e, para voltar, precisaram apresentar termo de autorização e ciência do protocolo, assinado pelos pais ou responsáveis.

Saiba mais

Em 17 de março foram suspensos os encontros presenciais e os treinamentos da Avates. A retomada ocorreu em abril, com encontros virtuais. Devido à continuidade da pandemia, em abril começaram os treinos online e conversas pela internet com profissionais de diferentes áreas, entre elas psicologia e nutrição.

Enquanto os encontros presenciais não voltam, as experiências da Avates durante a pandemia serão apresentadas nesta quarta-feira (23), no 10º Simpósio Interdisciplinar em Saúde e Ambiente (SISA) da Univates. A associação terá oportunidade de fala em dois painéis, durante a noite. São eles: Virtualização dos treinamentos online das equipes de vôlei e Controle da qualidade de vida das atletas durante a pandemia.

Texto: Natalia Ribeiro
jornalismo@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui