Bolsonaro aciona STF para derrubar decretos do DF, BA e RS que impuseram restrições contra a Covid

Confira as informações do programa Correspondente Independente do meio-dia


0

O presidente Jair Bolsonaro acionou o Supremo Tribunal Federal (STF) para derrubar decretos dos governos do Rio Grande do Sul, Bahia e Distrito Federal que determinaram restrições de circulação de pessoas diante do aumento expressivo do número de mortes e transmissão da Covid-19. Na ação, o governo pede que o Supremo determine que o fechamento de atividades não essenciais durante a pandemia só pode ter por base uma lei aprovada pelo Legislativo, e não decretos de governadores. O texto requer à Corte que se “estabeleça que, mesmo em casos de necessidade sanitária comprovada, medidas de fechamento de serviços não essenciais exigem respaldo legal e devem preservar o mínimo de autonomia econômica das pessoas, possibilitando a subsistência pessoal e familiar”. Na prática, isso dificultaria a adoção de medidas urgentes para combater a pandemia, já que a necessidade de aprovação de uma lei exige a negociação política e também a tramitação de um processo legislativo.

Museu de cera tira estátua de Donald Trump de exibição porque visitantes socam e arranham imagem

O museu de estátuas de cera da cidade de San Antonio, no estado do Texas, nos Estados Unidos, tirou a figura do ex-presidente Donald Trump de exibição porque a peça recebia socos do público. Segundo uma reportagem publicada na quarta-feira 17) no jornal “San Antonio Express News”, a estátua foi danificada com socos e arranhões e precisou ser retirada pelo museu Louis Tussaud’s Waxworks. Não é raro que figuras políticas sejam vandalizadas por visitantes, afirmou o gerente do museu. A imagem de Donald Trump deverá ficar fora de exibição até que o local tenha também uma figura do atual presidente dos Estados Unidos, Joe Biden.

Hospital de Campo Bom tem falha na distribuição de oxigênio e SES confirma seis mortos

O Hospital Lauro Reus, em Campo Bom, teve falha na distribuição de oxigênio por cerca de 40 minutos na manhã desta sexta-feira. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES), seis pacientes morreram no local. A instituição fará uma investigação para apurar se os óbitos estão relacionados ao problema enfrentado durante o turno. O item é essencial para manter a ventilação mecânica de pacientes intubados por Covid-19 na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e no setor de Emergência.

Doria critica Covas por antecipação de feriados na cidade de SP diz que ‘faltou bom senso’ da prefeitura

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), fez críticas ao prefeito Bruno Covas, que decidiu antecipar cinco feriados municipais para tentar frear o avanço da doença no município. Ele afirmou que a medida gerou mal-estar com prefeitos de cidades do litoral paulista e classificou como falta de bom senso da gestão municipal. “As prefeituras têm autonomia para suas decisões, e nós reconhecemos isso. Mas há certas decisões que o bom senso recomenda que sejam compartilhadas previamente com o governo dado ao fato de que a decisão de uma cidade muitas vezes implica em impacto nas cidades vizinhas. Faltou aí um pouco de bom senso da Prefeitura de São Paulo em fazer esse compartilhamento prévio para evitar exatamente o mal-estar que acabou provocando”, disse o governador.

DPU e advogados vão STF para impedir que Lei de Segurança Nacional seja usada para investigar críticos de Bolsonaro

A Defensoria Pública da União (DPU) e um grupo de advogados acionaram o Supremo Tribunal Federal (STF) para pedir que sejam encerrados inquéritos e ações penais instaurados com base na Lei de Segurança Nacional contra pessoas que manifestaram críticas sobre a atuação do presidente Jair Bolsonaro no combate à pandemia de Covid-19. Em dois habeas corpus, a DPU e os advogados também pretendem garantir um salvo conduto para evitar que declarações em relação ao presidente gerem a abertura de investigações. Na última segunda-feira (15), a Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática do Rio intimou o youtuber e influenciador Felipe Neto a prestar esclarecimentos por suposto crime previsto na Lei de Segurança Nacional. O influenciador digital afirmou que a convocação veio depois que ele, numa rede social, chamou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de “genocida”, no contexto de gestão federal da pandemia de Covid-19. Nesta quinta-feira (18), uma liminar suspendeu as investigações contra Neto.

Ratos infestam ruas e casas de uma Londres confinada

Desde que o Reino Unido começou, em março de 2020, a ordenar confinamentos e restrições para tentar controlar a pandemia de coronavírus, a população de ratos no país aumentou 25%, passando de 120 milhões para 150 milhões, segundo o Pest.co.uk. Colin Sims, que trabalha com controle de pestes, diz que a demanda pelos eu trabalho aumentou em 75%. Em Londres, os roedores se proliferaram com o confinamento e se tornaram mais audaciosos, o que beneficia os dedetizadores. Os animais entram nas casas pelos ralos de banheiro e outras vias. Eles se aventuram dentro de escritórios vazios para catar restos de comida esquecidos, se aproveitam dos restaurantes fechados temporariamente e também dos bairros residenciais repletos de latas de lixo dos moradores confinados.

Produção e apresentação: Caroline Silva


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui