Bolsonaro é internado para exames após dores abdominais, e reunião com chefes de Poderes é cancelada

Há 11 dias, manifestações do presidente são interrompidas por contrações involuntárias do diafragma


1
Foto: Presidência da Republica

O presidente Jair Bolsonaro deu entrada para exames nesta quarta-feira (14) no HFA (Hospital das Forças Armadas) com dores abdominais. Segundo nota da Presidência da República, Bolsonaro seguiu orientação de sua equipe médica para a realização de exames para investigar a causa dos soluços”.

Ainda de acordo com o Planalto, “por orientação médica, o presidente ficará sob observação, no período de 24 a 48 horas, não necessariamente no hospital. Ele está animado e passa bem”.

O cirurgião Antônio Luiz Macedo, que operou Bolsonaro após a facada que levou no abdome, em setembro de 2018, está a caminho do hospital, segundo um assessor do presidente.

A reunião do Comitê de Coordenação Nacional para Enfrentamento da Pandemia da Covid-19, que estava prevista para as 8h, foi cancelada. O STF (Supremo Tribunal Federal) divulgou nota informando também o cancelamento da reunião entre os chefes de Poderes.

“Foi cancelada a reunião entre os presidentes dos Poderes Judiciário, Executivo e Legislativo que aconteceria nesta quarta-feira (14). O encontro será oportunamente reagendado”, diz o comunicado.

Fonte: Folha de SP

1 comentário

  1. Sabendo que ia tomar um ‘enquadro’ na reunião, foi e meteu um atestado. Todos nós já tivemos um colega de trabalho incompetente que fazia disso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui