Bolsonaro e Pazuello apresentam nesta quarta plano nacional de imunização

Confira as informações do programa Correspondente Independente das 8h.


0
Foto: Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, apresentam nesta quarta-feira (16) o “plano nacional de operacionalização da vacinação” contra o novo coronavírus. O anúncio ocorre um dia depois de o Ministério da Saúde ter informado ao Supremo Tribunal Federal (STF) que prevê iniciar a vacinação contra a Covid-19 em até cinco dias após o registro ou autorização das doses pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e a entrega dos primeiros lotes. Ainda de acordo com esse novo documento, a vacinação no Brasil deve ser concluída em 16 meses – quatro meses para vacinar todos os grupos prioritários e, em seguida, 12 meses para imunizar a “população em geral”. Fonte: G1

Governo edita medidas provisórias para aderir à aliança Covax, que busca vacina contra a Covid-19

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que a medida provisória que prevê a compra de vacina contra a Covid-19 pelo programa internacional Covax Faciliy será votada na quinta (17) – sem a exigência de que os vacinados assinem um termo de responsabilidade. Na manhã de terça, o relator da MP na Câmara, deputado Geninho Zuliani (DEM-SP), informou que a exigência do termo seria incluída no texto que tramita no Congresso. A declaração foi dada após reunião com o presidente Jair Bolsonaro no Palácio do Planalto. No entanto, Maia disse que conversou com Zuliani – ambos são do mesmo partido – e que, se quiser, o governo terá de enviar essa proposta como uma emenda. A medida é defendida por Bolsonaro, que chegou a dizer que incluiria esse termo de responsabilidade em uma nova MP. Fonte: G1

Brasil volta a registrar mais de 900 mortes por Covid-19 em 24 horas

Após quase três meses, o Brasil voltou a registrar mais de 900 mortes por Covid-19 em 24 horas. O país tem 182.854 óbitos registrados e 6.974.258 diagnósticos da doença. Dezoito estados e o DF e apresentaram alta na média móvel de mortes. Fonte: G1

Bolsonaro participa por vídeo de reunião de chefes de Estado do Mercosul nesta quarta

O presidente Jair Bolsonaro participa nesta manhã, por videoconferência, da 57ª reunião de cúpula de chefes de Estado do Mercosul – bloco formado por Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai. Com a pandemia de Covid-19, as reuniões do Mercosul neste ano foram realizadas por vídeo, assim como outros encontros de líderes mundiais. Os chefes de Estado se reúnem em um momento de avanço da corrida pela vacinação contra Covid-19. Reino Unido, Estados Unidos e Canadá já começaram a vacinar seus cidadãos com o imunizante fabricando pela Pfizer/BioNtech. Até o momento, nenhum dos países do Mercosul iniciou a vacinação contra a Covid-19. O encontro virtual desta quarta também marca o encerramento da presidência do Uruguai e a passagem à Argentina do comando rotativo do Mercosul. Fonte: G1

Rock in Rio 2021 terá Iron Maiden, Megadeth, Dream Theater e Sepultura no dia do metal

A organização do Rock in Rio divulgou a programação do dia dedicado ao heavy metal da edição 2021 do festival no Rio. Iron Maiden, Dream Theater, Megadeth e Sepultura são as atrações principais. O dia do metal vai abrir o evento, marcado para 24, 25, 26 e 30 de setembro e 1, 2 e 3 de outubro, na Cidade do Rock. Fonte: G1

União Europeia promete vacinação simultânea contra a Covid-19 nos 27 países

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, disse nesta quarta-feira (16) que todos os 27 países do bloco começarão a vacinar sua população “no mesmo dia”, assim que uma vacina for aprovada pelo órgão regulador europeu. A Agência Europeia de Medicamentos (AEM), com sede em Amsterdã, adiantou para 21 de dezembro uma reunião que discutirá a liberação da vacina desenvolvida pela Pfizer e BioNTech. Caso seja aprovada, é possível que uma campanha de vacinação comece já antes do Natal. Nesta quarta, o ministro da Saúde do Reino Unido informou que 137.897 pessoas já foram vacinadas durante a primeira semana de campanha. Após possível aprovação pelo regulador da União Europeia, a Comissão Europeia deve aprovar formalmente a vacina Pfizer dentro de três dias. Fonte: G1

Porto Alegre cancela Carnaval em 2021 por causa da pandemia de Covid-19

Devido a incerteza do avanço da pandemia do coronavírus e a incógnita sobre a aplicação de uma vacina contra a Covid-19 no ano que vem, a Secretaria Municipal de Cultura (SMC) confirmou nesta terça-feira, que não haverá Carnaval em Porto Alegre em 2021. Segundo a SMC, a decisão foi tomada pela União das Escolas de Samba de Porto Alegre (UESPA) e a União das Entidades Carnavalesca dos Grupos de Acesso de POA (UECGAPA), e acatada pela secretaria. Fonte: Correio do Povo

Produção e apresentação: Júlio César Lenhard.
Próxima edição: hoje, ao meio-dia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui