Bolsonaro pretende falar com Putin sobre vacina Sputnik V

Confira as informações do programa Correspondente Independente das 8h


0
Foto: Marcos Corrêa/PR

O presidente Jair Bolsonaro pretende ligar para o presidente da Rússia, Vladimir Putin, nesta terça-feira (6), para tratar sobre a Sputnik V, vacina russa contra a Covid-19. O contato servirá para tentar “resolver o impasse” que impede a liberação do imunizante pela Anvisa. Em 26 de março, o laboratório brasileiro que produz a Sputnik V em parceria com o fundo soberano russo pediu à Anvisa autorização para uso emergencial de 10 milhões de doses da vacina./CNN.

Mendez deve indeferir cultos religiosos presenciais

Depois de Nunes Marques liberar a realização de cultos religiosos no país, o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), deve indeferir nesta segunda-feira (05) um recurso que contesta a proibição de público em celebrações religiosas no estado São Paulo. O ministro deve ainda levar o caso imediatamente ao plenário pela sua relevância e pelo momento de agravamento da pandemia no Brasil. /G1

EUA lançam campanha para melhorar design de máscaras

O governo dos Estados Unidos lançou uma competição para inventores de novas máscaras anticoronavíruss que vai premiar os autores dos modelos escolhidos com US$ 500 mil (R$ 2,8 milhões) no total. Só cidadãos norte-americanos podem concorrer. A ideia é que a máscara seja mais confortável para vestir do que as que estão hoje no mercado./G1

RS lança Programa de Atendimento a Pessoas com Transtorno do Espectro Autista

O governo do Estado lança, nesta segunda-feira (5/4), o Programa de Atendimento a Pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA). Na ocasião, também será assinado o decreto que regulamenta a Lei que institui a Política de Atendimento Integrado à Pessoa com Transtornos do Espectro Autista no Estado do Rio Grande do Sul. O evento será transmitido pelas redes sociais do governo do Estado./Secom RS

Aumenta número de infectados por Covid na China

A China relatou seu maior salto diário em novos casos de Covid-19 em mais de dois meses, com uma cidade na fronteira com Mianmar, no sudoeste da província de Yunnan, responsável por todos os novos casos locais. O governo local de Ruili colocou os residentes em sua área urbana sob quarentena domiciliar, lançou uma campanha massiva de testes e começou a restringir as pessoas de sair e entrar na cidade desde a semana passada, após relatar pacientes com Covid-19./CNN

Ministério da saúde recebe lote com um milhão de doses da Coronavac, nesta segunda-feira

O Butantan entrega mais um lote da Coronavac para o Plano Nacional de Imunização (PNI) nesta segunda-feira (5). A instituição e o governo de São Paulo mantêm a previsão de 46 milhões de doses disponibilizadas até o fim deste mês.No início da manhã, 1 milhão de doses deixam o Instituto Butantan, na capital paulista, para o Centro de Distribuição e Logísitica do Ministério da Saúde, em Guarulhos. A pasta encaminhará as vacinas do local para estados e municípios./CNN

RS recorre ao STF para retomada de aulas presenciais

O governo do Rio Grande do Sul ajuizou na manhã desta segunda-feira um novo recurso junto ao Supremo Tribunal Federal (STF) para assegurar a retomada das aulas presenciais no Estado. A ação foi feita com pedido de medida cautelar de urgência e pede a derrubada da liminar judicial que impede as atividades em solo gaúcho. Na peça, a PGE argumentou que a suspensão fere a competência do Executivo Estadual, os princípios da separação dos poderes e da universalidade da educação. Isso porque, desde meados de março, quando a pauta foi debatida na Assembleia Legislativa, o setor é classificado como essencial no Rio Grande do Sul./Correio do Povo

Índia registra 100 mil novos casos de Covid-19

Em meio a uma segunda onda de Covid-19, desafios para vacinar o segundo país mais populoso do mundo e a circulação de novas variantes, a Índia registrou nesta segunda-feira (5) um novo recorde de novos casos: 103.558. O país se tornou o segundo a ultrapassar a marca de 100 mil novos infectados em um único dia. Até então, só os Estados Unidos tinham atingido a marca simbólica. /G1

Polícia investiga furto de vacinas contra a Covid, no RJ

A Polícia Civil do Rio de Janeiro enviou uma equipe nesta segunda-feira (5) ao Centro Municipal de Saúde Professor Carlos Cruz Lima, no Bairro Colégio, na zona norte do Rio, para apurar o furto de frascos da vacina Coronavac. O crime aconteceu neste domingo de Páscoa (4). De acordo com testemunhas, um homem arrombou o local e foi direto até a sala de imunizações e fugiu com as vacinas./CNN.

LG vai parar de fabricar celulares

A LG anunciou nesta segunda-feira (5) que vai encerrar as operações mundiais no mercado de celulares. A medida deve impactar diretamente a fábrica de Taubaté, no interior de São Paulo, a única da empresa sul-coreana no Brasil voltada para a produção de smartphones. A unidade, que também produz monitores, tem cerca de 1 mil funcionários./G1

Petrobras anuncia reajuste do preço do GNV

A Petrobras informou nesta segunda-feira (5) que vai elevar, a partir de 1º de maio, os preços de venda de gás natural para as distribuidoras. A alta será de 39% em R$/m3, com relação ao último trimestre. Medido em US$/MMBtu, o aumento será de 32%. Diferente dos preços de outros combustíveis, como gasolina, diesel e GLP, as atualizações dos preços do gás natural ocorrem a cada três meses./G1

Sem projetos em pauta, Câmara de Estrela reúne-se nesta segunda-feira

A Câmara de Vereadores de Estrela reúne-se nesta segunda-feira (5). Não há projetos pautados para votação. Por outro lado, um projeto deu entrada e foi baixado para análise das comissões internas do legislativo. O texto altera e acrescenta dispositivo na Lei Municipal que cria a Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (COMDEC). A sessão começa às 18h30, no Plenário Bento Rodrigues da Rosa, Rua Doutor. Tostes, 51, Centro da cidade./LF

França pode adiar Roland Garros pela segunda vez

A ministra dos Esportes da França, Roxana Maracineanu, disse que é possível que o Aberto da França seja adiado pelo segundo ano seguido devido à crise de Covid-19. A França entrou em um terceiro lockdown restritivo em todo o país neste sábado para conter a propagação do coronavírus, embora os esportes profissionais tenham sido poupados./CNN.

Produção e apresentação: Luís Fernando Wagner
Próxima edição: ao meio-dia

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui