Bom Retiro do Sul investe em mais uma horta comunitária

Um dos objetivos é “ensinar” famílias, estudantes e demais interessados a produzirem suas próprias hortaliças


1
Foto: Divulgação

Em 2020, logo após o início da pandemia, a administração de Bom Retiro do Sul deu início ao projeto de criação de hortas comunitárias. A primeira, em parceria com a Emater-RS/Ascar e Unifrater, foi na Escola Estadual Jacob Arnt.

Segundo o assessor de Gestão Pública e Governança, Carlos Henrique Dullius, o projeto visa envolver munícipes na produção de alimentos. “Está preocupação hoje está ainda maior. Os dados do país e do mundo alertam para a crise do período pós-pandemia, sendo a fome uma dos maiores problemas a serem combatidos pelas regiões e seus municípios”, informou Dullius.

Para tanto, foi criada a segunda horta comunitária, que está localizada no Parque Pôr do Sol. Um dos objetivos é “ensinar” famílias, estudantes e demais interessados a produzirem suas próprias hortaliças. No cenário atual, onde muitas famílias brasileiras são ameaçadas pela fome, é importante aprender como preparar a terra e cultivar alimentos.

Foto: Divulgação

“Também é importante deixar claro que o espaço das hortas tem sido um importante local de troca de conhecimentos, de integração e de construção de novos laços de amizade para os participantes. Estar em contato com a terra e com as plantas também auxilia no combate ao estresse e a depressão que são problemas muito frequentes, principalmente neste momento onde todos nós sofremos com o distanciamento social” destaca a coordenadora do projeto, professora Maria Delci Klunck.

A comunidade está convidada a fazer parte deste projeto. Informações sobre como participar podem ser obtidas com a professora Delci Klunck, no Espaço Mais Cultura ou pelo telefone (51) 3766-3785. AI/VM

1 comentário

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui