Bombeiros de Venâncio apresentam balanço de combates a incêndios

Comunidades são alertadas a tomar cuidados e evitar colocar fogo em madeiras, lixos e entulhos


0
Foto: Corpo de Bombeiros Militar

Os riscos de incêndios de grandes proporções em matas e vegetação rasteira devido a estiagem é evidente. Por este motivo, o Corpo de Bombeiros de Venâncio Aires, acendeu o sinal de alerta, e as demais guarnições da região, seguem a mesma linha de pensamento. Além dos danos ambientais, o fogo pode se espalhar e atingir residências e, inclusive, colocar em risco a vida. Em entrevista no programa Operação Conjunta, da Rádio Independente, desta quinta-feira (13), o Sargento André dos Santos, e o 1o Sargento Vanderlei Teixeira, fizeram um balanço das ocorrências. “De novembro até esta quinta-feira, 13/01, foram 218 ocorrências, 60 delas foram de fogo em mato, terreno baldio e cultura agrícola. A nossa recomendação é não atear fogo em vegetação, galhos, folhas e perder o controle. Acaba acarretando incêndio, prejuízos em vegetação, matos, animais”, explica o Sargento André dos Santos.

 A vegetação seca e o calor contribuem para o risco. Uma simples “bituca” de cigarro ou até um caco de vidro que receba raios solares, podem causar um incêndio de grandes proporções. “Qualquer fagulha, colocou fogo no lixo, em um galho seco, um vento que levanta uma brasa, não tem como segurar depois. E dependendo da cidade, da distância, às vezes é muito tempo. E a gente vai ir o mais rápido possível. E mesmo assim já tem uma área grande queimada. E tem as residências. Já precisamos inclusive de auxílio de outras corporações. Elas vêm de Lajeado e de Santa Cruz do Sul, se for necessário”, afirma o 1o Sargento Vanderlei Teixeira.

A orientação é evitar qualquer situação de fogo. Denúncias podem ser encaminhadas para as guarnições dos Bombeiros através do telefone 193.

 Texto: Cícero Copello

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui