Boticário relança fragrância de 1984 para mãe cujo filho morreu de Covid-19

Marca recriou novas unidades para edição personalizada do “cheiro de mãe”


0

O perfume Annete remetia a uma lembrança especial para Alexandre Mendes Terra. Durante décadas, a fragrância foi a preferida de sua mãe, a artesã Wanda Terra. Lançado em 1984 pela marca O Boticário, o perfume havia saído de linha e parou de ser produzido pela marca. Desde então, Wanda economizava seu último frasco e utilizava poucas gotinhas para receber visitas do filho, que, em março, se tornou uma das vítimas de complicações da Covid-19, aos 46 anos.

Nas redes sociais da marca, a advogada Karyne Leão, cunhada de Alexandre, causou comoção ao relatar uma cena que havia presenciado. “Um dia eu fui até a casa de dona Wanda deixar os pertences do Alexandre, meu cunhado, e, ao chegar ao local, vi a dona Wanda muito triste. Chorava segurando o vidro de perfume, que tinha menos que um dedinho de líquido… Aquela cena mexeu comigo profundamente”.

“Esse perfume era o favorito do meu filho, eu só usava quando ele vinha me visitar, ele dizia que esse perfume tinha cheiro de mãe, disse para mim. Ela abraçou o vidro e eu não contive as lágrimas”.

O apelo chegou até O Boticário, que recriou o Annete e enviou edições especiais e personalizadas com o nome de Dona Wanda. Além dos presentes, havia também uma carta escrita à mão pelo próprio fundador da marca, Miguel Krigsner:

“Querida dona Wanda, tomamos conhecimento do significado que o perfume Annete tem nas suas memórias. Resolvemos, com apoio da nossa equipe de fábrica, fazer algumas unidades desta fragrância, especialmente para você. Queria te contar que Annete é minha primeira filha e que o perfume foi criado por ocasião do seu nascimento.”

Fonte: CNN Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui