Buenos Aires aprova lei para ‘despedida’ de pacientes terminais com Covid-19

Argentina ultrapassa a marca de 10 mil casos em 24h pela primeira vez


0
Foto: Ronaldo Schemidt/AFP

A cidade de Buenos Aires aprovou na quinta-feira (27) uma lei que garantirá em seu território o “direito à despedida” aos pacientes da Covid-19, que frequentemente morrem sozinhos por questões de contaminação. Por unanimidade, a Câmara da capital da Argentina o protocolo que estará válido para o sistema de saúde e que permitirá que um familiar entre 18 e 60 anos acompanhe o paciente em estado terminal.

Argentina ultrapassa a marca de 10 mil casos em 24h pela primeira vez. O protocolo estabelece que o acompanhante do paciente da covid-19 não deve ter doenças pré-existentes que o incluam em grupo de risco, nem ser gestante.

Kit de segurança
Os centros de saúde devem fornecer a ele um kit de biossegurança igual ao usado pelos médicos para que ele permaneça com o paciente. Além disso, irão facilitar o acompanhamento psicológico.

“Procuramos aproximar os pacientes dos seus entes queridos e oferecer os meios necessários para uma despedida digna, sem colocar sua vida em risco”, explicou a deputada María Luisa González Estevarena na sessão desta quinta-feira.

Até agora em Buenos Aires, um hospital e uma clínica privada permitiam o acompanhamento de pacientes em estado terminal com a covid-19.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui