Burkina Faso condena ex-presidente à prisão por assassinato de antecessor

Blaise Compaoré foi condenado à revelia


0
Foto: Sia Kambou/AFP

O ex-presidente de Burkina Faso, Blaise Compaoré, foi condenado hoje, sem estar presente no julgamento, à prisão perpétua pela participação dele na morte do antecessor Thomas Sankara, assassinado ao lado de outras 12 pessoas durante um golpe de Estado em 1987.

O tribunal militar de Uagadugu também condenou à prisão perpétua o comandante da guarda dele, Hyacinthe Kafando, e o general Gilbert Diendéré, um dos comandantes do exército durante o golpe de 1987.

Blaise Compaoré, exilado desde 2014 na Costa do Marfim, e Hyacinthe Kafando, foragido desde 2016, foram os grandes ausentes no julgamento, iniciado há seis meses Compaoré, acusado de organizar o assassinato de Sankara – algo que ele sempre negou – foi derrubado em 2014 por um movimento de protesto, o que o levou a buscar exílio na Costa do Marfim.

O veredicto encerra o julgamento iniciado há seis meses, 34 anos depois da morte de Sankara, um ícone pan-africano assassinado durante um golpe de Estado que levou Compaoré ao poder.

Fonte: UOL

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui